Presidente do Observatório Social de Paracatu apresenta nova fase da entidade na Câmara de Vereadores

whatsapp-white sharing buttontelegram-white sharing buttonfacebook-white sharing buttontwitter-white sharing button

Moema Lourenço Vasconcelos, apresentou os trabalhos que são realizados e projetos que serão implementados pelo Observatório Social criado em Paracatu, cujas características se dão pela sua organização em rede, coordenado pelo Observatório Social do Brasil (OSB), que garante a disseminação da metodologia padronizada para atuação dos observadores, promovendo a capacitação e oferecendo o suporte técnico aos OS, além de estabelecer as parcerias estaduais e nacionais para o melhor desempenho das ações locais.

A presidente da entidade, que também é advogada e membro do conselho de Transparência e Controle Social da Prefeitura de Paracatu iniciou sua fala afirmando que “o Observatório Social veio pra contribuir para a transparência, com a eficiência da gestão pública, fazendo a ponte entre sociedade civil e setor público, facilitando o acesso do povo às informações públicas,” explicou.

“-O Observatório Social é uma associação democrática, sem fins lucrativos, que reúne entidades representativas da sociedade civil com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública. Atua em favor da transparência e da qualidade na aplicação dos recursos públicos por meio de metodologia apropriada para monitoramento das licitações em nível municipal e de ações de educação fiscal,” explicou Moema

Moema fez questão de destacar que a atual diretoria tem o caráter “apartidário” afastando a suspeita levantada por Vereadores durante muitos anos a respeito da atuação política do Observatório que pela ligação de seus ex diretores com a Prefeitura Municipal através de cargos comissionados ou contratos de serviços, aluguel e por subvenção valores oriundos do orçamento público municipal, tirava a credibilidade do trabalho do observatório, que para os Veradores, “miravam apenas o percentual do orçamento repassado ao Legislativo”.

Essa independência necessária foi ressaltada pelo Vereador Paulinho do Transporte (PSDB) “-Eu quero parabenizar a Moema por esse mudança no Observatório porque antes não se trabalhava com tanta transparência como se falava aqui e era só um meio de atuação política.” Disse o Vereador Paulinho, se prontificando a unir forças com a entidade.

A advogada também garantir que irá dar a transparência que cobra do poder público e que disponibilizará a cada 4 meses a prestação de contas sobre doações e despesas no instagram da entidade.

Sobre o Observatório Social

Com uma rede presente em mais de 100 cidades, em 19 Estados brasileiros, e cerca de 2 mil voluntários trabalhando pela causa da justiça social nos Observatórios Sociais pelo Brasil afora. Estima-se que nos últimos anos, com a contribuição desses voluntários, houve uma economia de mais de R$ 5 bilhões para os cofres públicos em todo o Brasil.

Contatos podem ser feitos pelo instagram @osb_paracatu

whatsapp-white sharing buttontelegram-white sharing buttonfacebook-white sharing buttontwitter-white sharing button