9 out 12h05

Enem te conto: projeto para alunos da rede pública começa neste sábado 09/10

O que a série A Casa de Papel, um mega sucesso mundial, tem a ver com a redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)? Para as professoras Ana Carolina Campos de Carvalho e Daniela de Faria Prado, tudo. As duas têm um perfil no Instagram onde dão dicas para os estudantes. Em um dos posts do @dicastirandodeletras, por exemplo, elas abordam a narrativa da Casa de Papel para falar sobre a necessidade de ter um repertório atual e original na redação do Enem. Professoras de jovens alunos há 20 anos, elas conseguem se conectar com os seguidores falando a mesma linguagem dessa turma, inclusive fazendo memes e reels.

Toda essa expertise será aplicada agora no projeto Enem te conto, que será realizado em parceria com a Kinross e a Academia de Letras do Noroeste de Minas. O curso on-line e gratuito será oferecido para 40 alunos das escolas públicas de Paracatu. O processo seletivo teve a participação da Secretaria Municipal de Educação, Superintendência Regional de Ensino, gestores de escolas públicas e os critérios avaliados são relacionados à condição socioeconômica e desempenho escolar dos alunos.

As aulas teóricas e práticas começam amanhã, dia 09/10 e serão ministradas aos sábados até às vésperas do Exame Nacional de Ensino Médio. Elas acontecerão via plataforma Google Meet, com postagem de materiais e aulas na plataforma Integrar da Kinross, no Google
Classroom. Será também disponibilizado apoio de grupos no Telegram para envio de apostilas, e-books, sugestões de leituras e demais materiais.

Também serão entregues propostas de produção de texto previamente selecionadas para os alunos que exigirão textos dissertativos e argumentativos. O material produzido será revisado durante as aulas com o acompanhamento das professoras. “Nós temos paixão pela língua portuguesa e por educar. Antes mesmo da pandemia, nós tínhamos essa ideia de levar mais longe a nossa experiência de ensinar os alunos a escreverem boas redações. Com o contexto da pandemia, nós assistimos a uma acentuação do abismo entre os alunos que têm educação no ensino privado e aos que não têm. Começamos a desenvolver por meio do Instagram esse perfil de dicas para divulgar esses conhecimentos tanto linguísticos como de repertório cultural. O Oficina da Escrita é a culminância desse nosso desejo de poder alcançar mais alunos”, explica Ana Carolina, que é bacharel em Letras e Mestre em Estudos Literários pela UFMG.

Para a professora, a Oficina da Escrita vai proporcionar ao aluno conhecimento e instrumentos para fazer uma boa redação. No Enem, a redação vale mil pontos, o mesmo número de pontos que as outras questões da prova. “A redação tem um grande peso na avaliação do aluno. Pensando que o Enem é a porta de entrada para a maioria das universidades, principalmente as federais, a gente acredita que trazer as ferramentas e recursos certos para esses alunos vai ajudá-los a não só conseguir uma boa nota no Enem, mas também chegar à universidade prontos e preparados para o que os espera”, acredita.

O Oficina da Escrita é um curso integral, dinâmico que, além de conhecimento da língua portuguesa, traz dicas e formas para que os alunos consigam desenvolver bons textos. A equipe será formada por dois professores de português, um coordenador, dois corretores de redação, dois monitores, um auxiliar administrativo, além de escritores da Academia de Letras do Noroeste de Minas.

“O Projeto Enem te conto é mais uma iniciativa do Programa Integrar, no eixo Educação. A nossa plataforma de investimento social que neste ano completa dez anos.
São parcerias como essa com a Academia de Letras e as professoras Daniela Prado e Ana Carolina que buscamos construir no território, sempre pautadas no diálogo e construção coletiva com foco em ações importantes para o desenvolvimento sustentável dos jovens da nossa cidade”. Cita Ana Cunha, Diretora de Relações Governamentais e Responsabilidade Social da Kinross Paracatu.

O Integrar prioriza o desenvolvimento de projetos nos eixos de atuação de Educação, Cultura, Geração de Trabalho e Renda, e Educação Ambiental. O balanço das contribuições do Integrar entre 2011 e 2021 apontam para cerca de R$ 30 milhões investidos, 100 projetos realizados e aproximadamente 60 mil pessoas beneficiadas). As ações do programa visam ampliar o protagonismo juvenil, o apoio ao resgate, valorização e democratização da cultura, as melhorias no sistema educacional, a ampliação da consciência ambiental e o impulsionamento de iniciativas de trabalho e renda    que contribuem para o desenvolvimento de Paracatu.
 
Fonte:  Fábia Prates  oficina.ci


____________________________________________

news blog comunica not reporter a midiadigital noroestemineiro facebook youtube tradutor google hotmail mercado livre whatsapp gmail  globo uol google tradutor previsão do tempo olx traduzir netflix yahoo messenger jogos instagram whatsapp web g1 outlook clima minecraft bol covid19 coronavirus pandemia paracatu vagas de emprego estág

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti