25 set 14h06

Investigado por torturar enteados e matar companheira com medicamentos é preso

Uma mulher, de nome Laís Souza da Silva, 28 anos, morreu devido à alta dosagem de medicamentos e seus três filhos (de 3, 5 e 6 anos) foram encontradas muito machucadas com sinais de tortura em Bonfinópolis de Minas.

A família da vítima acusa o padrasto de ter torturado as crianças e a mãe das crianças. Em conversa com a avó das crianças, ela disse que foi informada que o suspeito "Fernando Paixăo", teria obrigado a mãe das crianças a beber remédios controlados o que teria provocado a morte dela.

As primeiras informações que circularam davam conta que a mãe das crianças teria cometido suicídio devido à situação de tortura vivida por ela e pelos filhos, versão desmentida pela mãe da vítima.

Ver imagem originalVítima/Laís Souza da Silva, 28 anos
De acordo com a mãe da vítima, Laís teria passado mal na segunda-feira (20/09) já devido ao uso obrigado dos remédios e na quarta-feira (22/09) ela foi socorrida, mas não resistiu e veio a óbito.

A mãe da vítima contou que ela quase foi sepultada sem o conhecimento da família, e que ao tomar conhecimento da situação o corpo foi levado para Paracatu e sepultado na última quinta-feira (23/09).

Uma amiga da vítima, testemunha das agressões fez um desabafo através das redes sociais seguido de um pedido de justiça. Ela afirma que o suspeito Fernando Paixão, "torturava as crianças eram torturadas com garfo colheres quentes e corrente de cachorro."

As imagens divulgadas e compartilhadas em vários grupos são muito pesadas e mostra as crianças com vários ferimentos. 

Segundo site "Sputinik Voz do Povo", o suspeito já teria sido preso anteriormente, por manter uma mulher em cárcere privado e à época Laís, na época fez um empréstimo no Banco para pagar honorários e fiança para tirar o homem da cadeia. 

Prisão de Fernando Paixão

Ainda na sexta-feira (24/09), policiais da 4ª Delegacia de Polícia Civil de Minas Gerais em Bonfinópolis de Minas, realizaram a prisão de Fernando Paixão, de 29 anos.

A Polícia Civil tomou conhecimento dos fatos na manhã do dia 22/09, após a mãe das crianças vir a óbito em um hospital local, na tarde do dia 21/09 por ingestão de medicamentos, mesmo dia que u
ma tia das crianças encontrou as crianças sozinhas em casa muito machucadas. A tia das crianças as apresentou as crianças ao conselho tutelar local que repassou as informações para a Polícia Civil.

Após terem a confirmação de que o padrasto das crianças seria o seu agressor, os Policiais Civis iniciaram as investigações, que culminaram no pedido de prisão preventiva pela Drª Fabiana Barreto Nascimento, que foi prontamente atendido pelo poder judiciário da comarca.

Os Policiais Civis com o apoio da Polícia Militar, encontraram e prenderam o suspeito no município de Riachinho, na casa da sua ex esposa. O suspeito foi encaminhado para o presídio de Unaí, onde aguarda a disposição da Justiça.





Fonte Fotos: Sputnik Voz do Povo
____________________________________________

news blog comunica not reporter a midiadigital noroestemineiro facebook youtube tradutor google hotmail mercado livre whatsapp gmail  globo uol google tradutor previsão do tempo olx traduzir netflix yahoo messenger jogos instagram whatsapp web g1 outlook clima minecraft bol covid19 coronavirus pandemia paracatu vagas de emprego estág

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti