18 mai 08h44

Desenvolvimento Econômico: Complexo agroindustrial será instalado em Paracatu

O Grupo DWG, que atua nos setores de agronegócio, posto de combustíveis e softwarevai investir cerca de R$ 70 milhões na construção de um complexo voltado para o agronegócio em Paracatu, no Noroeste de Minas Gerais. Serão construídos uma estrutura para armazenamento de grãos (soja, milho, sorgo e feijão), um posto de combustível, restaurante e lanchonete e um distrito industrial. As expectativas são positivas, uma vez que a tendência é de crescimento da produção agropecuária. A estimativa é de que todo o projeto seja concluído em cerca de cinco anos. 
De acordo com o diretor do Grupo DWG, Walter Guimarães, a produção de grãos na região de Paracatu vem crescendo anualmente e existe um déficit de armazenagem, o que estimulou o aporte.
“Já possuímos um armazém em Guarda Mor (Noroeste de Minas), onde prestamos os serviços de beneficiamento e armazenagem de grãos. Vimos, em Paracatu, a necessidade crescente de locais para armazenagem de grãos e prestação de serviços. Por isso, vamos montar silos para armazenagem. A produção de grãos na região vem crescendo em área e em produtividade e, hoje, não existe estrutura profissional para atender à demanda crescente”, explicou.
Ainda segundo Guimarães, a unidade de beneficiamento e armazenagem de grãos será a primeira a ser construída. A nova unidade será moderna e terá vazão para soja, milho, sorgo e feijão. A capacidade inicial será de 100 mil toneladas, o que equivale a 1,5 milhões de sacas de 60 quilos. 
“A unidade será moderna, com capacidade de descarga de 200 carretas por dia, visando garantir agilidade para que o produtor consiga colher a safra o mais rápido possível e, com isso, diminuir o risco de intempérie, o que pode prejudicar a qualidade dos grãos. Nossa estimativa inicial é de concluir esta etapa até o início do ano que vem. Pretendemos atender à demanda proveniente da próxima safra de grãos, 2021/22”.
No aporte de R$ 70 milhões também está prevista a construção de um posto de combustíveis, restaurante e lanchonete. Outra parte do investimento é a construção de um distrito industrial voltado para a instalação de empresas e indústrias do setor agropecuário. O empreendimento será instalado às margens da BR 040, próximo ao trevo Entre Ribeiros.
“Esperamos que em um período de cinco anos esteja tudo pronto. Nosso objetivo é montar um complexo integrado. Silos para prestação de serviços, posto de combustível com padrão diferenciado e o distrito industrial, onde empresas poderão comprar lotes para se instalarem. A localização é um diferencial. O complexo será construído em um eixo de grande movimento, às margens da BR 040 e com logística privilegiada”, explicou.
O prefeito de Paracatu, Igor Santos, ressalta que o investimento do Grupo DWG é fundamental para o desenvolvimento econômico e social do município.
“O investimento do Grupo DWG é robusto e será a porta de entrada para outras empresas do setor agropecuário. Nosso município tem o agronegócio como uma das principais atividades e este aporte trará tecnologia e desenvolvimento. Com o distrito industrial, esperamos atrair mais empresas e já temos várias demonstrando interesse. Tudo isso é importante para a geração de empregos e renda. Abrir novos postos de trabalho é o desafio atual, já que os índices de desemprego estão elevados”, disse Santos.



*Permitido compartilhamento e ou cópia desde preservada a fonte  (LEI Nº 9.610/98)

_____________________________________________

Fonte: Diário do Comércio
Foto: Divulgação DWG


news blog comunica not reporter a midiadigital noroestemineiro facebook youtube tradutor google hotmail mercado livre whatsapp gmail  globo uol google tradutor previsão do tempo olx traduzir netflix yahoo messenger jogos instagram whatsapp web g1 outlook clima minecraft bol covid19 coronavirus pandemia paracatu vagas de emprego estágio

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti