17 mai 08h00

CMDCA promove campanha contra exploração de crianças e adolescentes em Paracatu

18 de maio é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, data determinada oficialmente pela Lei 9.970/2000, em memória à menina Araceli Crespo, de 08 anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973. Portanto, o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes incentiva que em todo o Brasil sejam realizadas ações que visem alertar toda a sociedade sobre a necessidade da prevenção à violência sexual.
Dados do Governo e de entidades que atuam nesta política mostram que diariamente crianças e adolescentes são expostos a diversas formas de violência nos diversos ambientes por eles frequentados.

O Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescência CMDCA de Paracatu, Sr. Élcio Moura, destaque a solução para esse problema é um trabalho conjunto entre "a família, a sociedade e o poder público."

"-Todos nós temos responsabilidade por isso devemos nos envolver nas campanhas e nas atividades propostas em relação à prevenção ao abuso e exploração de crianças e adolescentes,  até mesmo alertando e conscientizando a população e as vítimas, que em sua grande maioria, não tem a percepção do que é o abuso sexual," explicou Élcio.
Além das entidades, do judiciário e das forças policiais, várias empresas de Paracatu, sabendo da importância do movimento, apoiaram a campanha e espalharam outdoor's e publicidades diversas em suas redes sociais ampliando ainda mais a projeção da campanha.  
A violência sexual de crianças e adolescentes pode ocorrer em várias idades (incluindo bebês), e em todas as classes sociais, podendo ser de várias formas, como:

  • abuso sexual: a criança é utilizada por adulto, ou até um adolescente, para praticar algum ato de natureza sexual;

  • exploração sexual: usar crianças e adolescentes com propósito de troca ou de obter lucro financeiro ou de outra natureza em turismo sexual, tráfico, pornografia, ou também em rede de prostituição.


Assim que for identificada a violência sexual, antes mesmo de conversar com a vítima, é importante entrar em contato com profissional que possa colaborar e dar o encaminhamento correto de acordo com o caso, conforme a Lei nº. 13.431/2017.
"-Nós temos em Paracatu, os CRAS e CREAS, que são unidades públicas que funcionam como porta de entrada para o atendimento de pessoas em situação de risco social ou que tiveram seus direitos violados e também os canais de comunicação e denúncia, Disque 100 o telefone do Conselho Tutelar (38) 98826-5856, além é claro dos órgãos de segurança, a Polícia Militar, pelo número 190, ou Polícia Rodoviária Federal, pelo 191, a Polícia Civil, pelo 181." Finalizou o Presidente do CMDCA e do Abrigo Lar dos Pequeninos, Élcio Moura.
Nosso reconhecimento e agradecimento aos membros do CMDCA pelo trabalho de tamanha relevância para as crianças de nosso município e as empresas parceiras da campanha: Coopervap (na pessoa do Presidente Waldir), Agropecuária Rossato, Aplique Distribuidora (Sr. Laidson), ao Deputado Federal Eros Biondini, a PS Delta, Auto Escola Maia (Sr. Paulo Maia),  Escola Técnica Multi Tech, Supermercado Ouro Minas (Fabrício e Joaquim Pedro), Auto Posto Portal de Minas (Sr. Irlan), Focus Proteção Veicular (na pessoa do Rafael Bicalho) e a Clínica AME (Dr Walace Braga).



*Permitido compartilhamento e ou cópia desde preservada a fonte  (LEI Nº 9.610/98)

_____________________________________________
news blog comunica not reporter a midiadigital noroestemineiro facebook youtube tradutor google hotmail mercado livre whatsapp gmail  globo uol google tradutor previsão do tempo olx traduzir netflix yahoo messenger jogos instagram whatsapp web g1 outlook clima minecraft bol covid19 coronavirus pandemia paracatu vagas de emprego estágio

fullscreen

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti