14 mai 14h27

Noroeste de Minas permanece na onda vermelha do Minas consciente

As macrorregiões do Triangulo do Norte, Triângulo do Sul e Nordeste não tiveram as classificações alteradas pelo plano Minas Consciente. O Norte do Triangulo Mineiro vai permanecer na Onda Amarela, enquanto a parte Sul e Noroeste do estado vão continuar Vermelha. Não houve anúncio de alteração em nenhuma microrregião.
A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (13), após reunião semanal do Comitê Extraordinário Covid-19. As classificações serão válidas por uma semana a partir do próximo sábado (15). O secretário de Estado de Saúde, Fábio Bacceretti, também falou sobre os efeitos da vacinação da população nos índices da doença.
Apesar das classificações no programa estadual, Uberlândia e Uberaba saíram do Minas Consciente, portanto, poderão seguir os planos próprios da retomada econômica e a decisão do Comitê Estadual não afeta a situação das mesmas.
Onda Vermelha
As macrorregiões Triângulo do Sul e Noroeste vão permanecer na Onda Vermelha por mais uma semana. Esta fase permite o funcionamento de todas as atividades, inclusive as não essenciais, mas com restrições maiores em relação a Amarela.
Assim, os municípios de Campina Verde, Carneirinho, Comendador Gomes, Fronteira, Frutal, Itapagipe, Iturama, Limeira do Oeste, Pirajuba, Planura, São Francisco de Sales, União de Minas, Água Comprida, Campo Florido, Conceição das Alagoas, Conquista, Delta, Uberaba, Veríssimo, Araxá, Campos Altos, Ibiá, Nova Ponte, Pedrinópolis, Perdizes, Pratinha, Sacramento, Santa Juliana e Tapira deverão seguir as determinações do plano estadual caso não tenham planos próprios, como é o Caso de Uberaba.
Na microrregião de Patos de Minas, inserida na macrorregião Noroeste, além da cidade, os municípios de Arapuá, Carmo do Paranaíba, Guimarânia, Lagoa Formosa, Matutina, Rio, Paranaíba, Santa Rosa da Serra, São Gotardo e Tiros vão se manter na fase Vermelha.
Onda Amarela 
Assim como a Onda Vermelha, a Onda Amarela permite o funcionamento de todas as atividades, inclusive as não essenciais. No entanto, o distanciamento mínimo entre as pessoas, a ocupação máxima de pessoas no estabelecimento e eventos é diferente, autorizando maior número de pessoas em um mesmo ambiente.
Por mais uma semana, os 27 municípios do Triângulo do Norte poderão seguir as regras da Onda Amarela. São eles: Abadia dos Dourados; Araguari; Araporã; Cachoeira Dourada; Campina Verde; Canápolis; Capinópolis; Cascalho Rico; Centralina; Coromandel; Douradoquara; Estrela do Sul; Grupiara; Gurinhatã; Indianópolis; Ipiaçu; Iraí de Minas; Ituiutaba; Monte Alegre de Minas; Monte Carmelo; Nova Ponte; Patrocínio; Prata; Romaria; Santa Vitória; Tupaciguara. Uberlândia está classificada na mesma fase, mas tem plano próprio de retomada da economia.
Apesar de a macrorregião Noroeste estar classificada na Onda Vermelha, a microrregião de João Pinheiro pode continuar seguindo as orientações da Amarela. Além do município, podem seguir a fase intermediária as cidades de Guarda-Mor, Lagamar, Lagoa Grande, Paracatu, Presidente Olegário, São Gonçalo do Abaeté, Varjão de Minas e Vazante.
Lembrando que os municípios podem escolher qual fase seguir quando há diferença entre as classificações das micro e macrorregiões, desde que uma delas não seja a Roxa, que é impositiva e mais restritiva.
Vacinação
De acordo com o secretário de Estado de Saúde, houve queda consistente na taxa de óbitos nas faixas etárias que já receberam as duas doses da vacina, demonstrando a eficácia da imunização.
“Nas semanas iniciais do ano, tivemos média de óbito de 8% a 9% entre os pacientes com mais de 90 anos. Essa taxa, nas últimas semanas, se estabilizou em torno de 2,5%. O comportamento também se alterou na faixa entre 80 e 89 anos, com picos de 23,1% no início do ano para 9,7% agora. A vacinação tem demonstrado o poder de conter a pandemia”, afirmou o secretário.

Segundo o Estado, atualmente o percentual de doses aplicadas em relação à população dos grupos prioritários é de 90,45% para a dose 1 e 45,44% para dose 2. Foram aplicadas 76,07% das doses enviadas aos municípios.
Como funciona a progressão de onda 
Segundo o estado, para definir o avanço de uma macrorregião para um nível mais flexível do Minas Consciente a adoção de medidas mais restritivas, o Comitê Extraordinário Covid-19 se baseia em um sistema de pontuação da localidade, elaborado com base nos dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).
São consideradas indicadores como taxa de incidência, positividade, ocupação de leitos e grau de risco, a macrorregião atinge uma pontuação de 0 a 32, sendo:

  • Até 12 pontos: Onda verde;

  • Entre 13 e 19 pontos: onda amarela;

  • 20 pontos ou mais: onda vermelha;

  • Avaliação Excepcional: onda roxa (criada para estabelecer a capacidade assistencial).


fonte: G1

*Permitido compartilhamento e ou cópia desde preservada a fonte  (LEI Nº 9.610/98)
_____________________________________________
news blog comunica not reporter a midiadigital noroestemineiro facebook youtube tradutor google hotmail mercado livre whatsapp gmail  globo uol google tradutor previsão do tempo olx traduzir netflix yahoo messenger jogos instagram whatsapp web g1 outlook clima minecraft bol covid19 coronavirus pandemia paracatu vagas de emprego estágio
fullscreen

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti