6 out 15h06

Homem que estuprou e matou uma mula com pedaço de madeira é preso em Paracatu

Militares de João Pinheiro localizaram e prenderam Júnior da Cruz de 30 anos, acusado de estuprar e matar uma mula em um haras (Rancho Taperão). O crime aconteceu na madrugada de ontem e o animal foi encontrado logo pela manhã. Um veterinário, acompanhado por militares da polícia ambiental, constatou que a mula foi estuprada com um pedaço de madeira com mais de um metro de comprimento, o que lhe causou lesões internas e hemorragia e, em consequência disso, a morte. 
O crime tem resquícios de crueldade. O animal foi amarrado para não fugir e foi torturado. O pedaço de madeira que foi introduzido na mula tem a espessura de um cabo de madeira e foi recolhido como prova do crime. 
Júnior foi detido ainda no período de flagrante. Um morador próximo ao haras, ajudou a polícia a identifica-lo e localiza-lo. Na casa onde ele foi encontrado, estavam as roupas, ainda sujas de sangue e com pelos, usadas durante o crime contra o animal. Após entrar em contradição por várias vezes, o suspeito acabou confessando o crime, ele foi preso e entregue á delegacia de Paracatu.
Vale ressaltar que ele não será enquadrado na Lei Sansão, sancionada recentemente pelo presidente Jair Bolsonaro, que aumenta punição para quem maltrata apenas animais como cães e gatos.  
Se condenado, o suspeito poderá pegar detenção de três meses a um ano ou simplesmente uma multa.
Fonte/ Fotos: FM REPÓRTER
*Permitido compartilhamento e ou cópia desde preservada a fonte (LEI Nº 9.610/98) 

#notícia #paracatumg #paracatu #jornalismo #fmreporter #MausTratosAosAnimais #maustratos
facebook youtube tradutor google hotmail mercado livre whatsapp gmail  globo uol google tradutor previsão do tempo olx traduzir netflix yahoo messenger jogos instagram whatsapp web g1 outlook clima minecraft bol covid19 coronavirus pandemia paracatu vagas de emprego estágio eleições psd psl pcdob progressitas psb psb pt vasquinho justiça eleitoral
fullscreen

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti