31 jul 14h19

Paracatu registra 3 mortes por covid nas últimas 24 horas, uma em investigação

A covid-19 fez três vítimas paracatuenses nas últimas 24 horas. Ontem (30), a Secretaria Municipal de Saúde divulgou a morte de uma mulher de 66 anos, por volta das 13:30 horas. Ela era moradora do bairro Bela Vista, deu entrada na internação com quadro clínico suspeito de Covid no dia 22/07. No dia seguinte foi confirmada a covid-19 através de teste sorológico e exames complementares. Dia 24/07 ela foi encaminhada para UTI, já como caso confirmado. Os médicos ainda tentaram, no dia 27, uma remoção para a UTI de Unaí, mas abortaram a operação devido o quadro de saúde da paciente ter se agravado.

Conforme Declaração de óbito, a causa da morte foi choque séptico, pneumonia viral e Covid-19. A paciente tinha comorbidade, obesidade e Diabetes Melitus.

Um casal de idosos do centro da cidade, foi buscar socorro em Brasília, mas a mulher não resistiu e veio a óbito na manhã de hoje. O marido dela continua internado em estado grave na capital Federal.

Há ainda a morte de um dentista aposentado, também morador na mesma rua que o casal de idosos. Ele tinha 81 anos de idade e deu entrada no dia 27 no pronto socorro do Hospital Municipal com sintomas do coronavirus, teve insuficiência respiratória e cardíaca e o quadro se agravou. Apesar dos sintomas, até o momento este caso é tratado como suspeito, já que o resultado do exame para covid ainda não foi entregue. Se for confirmada, Paracatu passa a 8ª morte pela doença.

Apuramos que uma mulher de 73 anos que estava internada na UTI teve melhora e deixou o isolamento da Unidade de Terapia Intensiva, mas continua internada.

Vale lembrar que a secretaria de Saúde de Paracatu não informa á população os casos confirmados em enfermaria e UTI, apenas os suspeitos. Também não são informados os casos graves transferidos para outras cidades.

Com relação a leitos, segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, o gerenciamento dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 nos municípios é realizado pelo programa estadual para regulação do acesso aos leitos. A UTI do Hospital Municipal de Paracatu dispõe de apenas UM LEITO reservado para pacientes com o novo coronavírus, mas o gerenciamento deste é feito pelo sistema estadual, e não pelo hospital. Quando o sistema identifica a ocupação deste leito, encaminha os pacientes para Unaí, onde foram criados dez novos leitos de UTI, no Hospital Santa Mônica.

Já a Gerência Regional de Saúde diz que, de acordo com o protocolo, “quando NÃO há leitos disponíveis no local de origem do paciente, é solicitada uma regulação (transferência) para onde há leitos. Ou seja, os pacientes em estado grave da covid-19 dependem de vagas em UTIs de cidades como João Pinheiro, Unaí, Patos de Minas e até Belo Horizonte.

Esses óbitos ainda não devem contar no Boletim de hoje, principalmente o ocorrido em Brasília. Isso porque necessita de recebimento de documentação oficial que ateste a morte pela covid-19.

A situação está cada dia mais grave. Se cuide, cuide de quem você ama. Não saia de casa sem necessidade.

A COVID-19 afeta diferentes pessoas de diferentes maneiras. A maioria das pessoas infectadas apresentará sintomas leves a moderados da doença e não precisarão ser hospitalizadas.

SINTOMAS MAIS COMUNS:
febre
tosse seca
cansaço


SINTOMAS MENOS COMUNS:
dores e desconfortos
dor de garganta
diarreia
conjuntivite
dor de cabeça
perda de paladar ou olfato
erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés

SINTOMAS GRAVES:
dificuldade de respirar ou falta de ar
dor ou pressão no peito
perda de fala ou movimento

Procure atendimento médico imediato se tiver sintomas. Sempre ligue antes de ir ao médico ou posto de saúde, clínicas ou hospitais.

Pessoas saudáveis que apresentarem os sintomas leves devem acompanhar seus sintomas em casa.

Em média, os sintomas aparecem após 5 ou 6 dias depois de ser infectado com o vírus. Porém, isso pode levar até 14 dias.

Fonte: FM REPÓRTER

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti