2 jul 2010 19h03

27% dos motoristas de Paracatu dirigem sob a influência do álcool

Depois da aprovação da famosa “lei seca” para os motoristas e suas dura penalizações, o que pode se perceber é que o paracatuense não mudou seus hábitos e ela somente entrou nas rodinhas de discussão da rapaziada nos barzinhos.

A lei aprovada diz que dirigir com qualquer teor de álcool no sangue é crime e tem a punição da perda do direito de dirigir por 1 ano e mais multa. Em casos de acidentes em que o motorista, com qualquer teor de álcool, estiver envolvido passa de homicídio culposo para doloso, ou seja com a intenção de matar.

No ponto de vista de uma parte da população, essa medida vai melhorar a questão dos motoristas que dirigem alcoolizados, mas o que tem se notado na prática é que o hábito dos motoristas não mudou muita coisa.

Uma pesquisa feita na região do Noroeste de Minas mostra que o desrespeito ainda é muito freqüente. Paracatu foi classificada como a cidade onde o índice de desrespeito foi o mais elevado da região, 27,1% dos motoristas abordados estavam sob influencia do álcool.

Então vai o alerta para a população, quem for flagrado com uma dosagem superior a 0,2 gramas de álcool por litro de sangue (equivalente à ingestão de uma lata de cerveja ou um cálice de vinho) pagará multa de 957 reais, receberá sete pontos na carteira de motorista e terá suspenso o direito de dirigir por um ano. Aqueles cuja dosagem de álcool no sangue superar 0,6 g/l (duas latas de cerveja) deverão ser presos em flagrante. As penas poderão variar de seis meses a três anos de cadeia, sendo afiançáveis por valores entre 300 e 1.200 reais. Os infratores também perderão o direito de dirigir por um ano.
fullscreen

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti