31 mai 23h24

Empresário pede retratação após ser acusado por Vereador em reunião na Câmara

O empresário Kleber Ulhoa, proprietário de uma empresa de construção civil em Paracatu enviou correspondência à mesa diretora da Câmara, na qual faz “repúdio a uma declaração dada por um Vereador na reunião ordinária do último dia 18 de maio.
Isso porque durante o tempo destinado aos assuntos relevantes, o Vereador Gilsão do Paracatuzinho, trouxe uma suposta denúncia de que o empresário iria participar da licitação da construção da nova feira livre do produtor rural marcada para o dia 06 de junho.
“-Fiquei sabendo que o Kleber Ulhoa, da empresa concreto disse que vai entrar nessa licitação para que ela não aconteça só para prejudicar o governo, mas vai prejudicar a população Paracatuense”, afirmou o parlamentar que também aproveitou o momento para antecipar um pedido ao empresário.
“-Eu gostaria de pedir a esse cidadão que não fizesse isso, que respeitasse a população paracatuense, que deixasse o município andar. Brigas políticas a gente sabe que tem mas tem que ser com lealdade, com responsabilidade,” finalizou o líder de Governo.
Na ocasião, o Vereador Edivar Pacheco Andrade, também reforçou o seu repúdio “à suposta atitude” e disse que “faria uma grande mobilização presencial no dia da licitação da Feira do Produtor” para segundo ele “fazer pressão para que a licitação aconteça.”
“-Nesta tarde mesmo toda a nossa população rural vai estar sabendo dessa situação que está acontecendo porque eu não vou deixar nenhum deles inocentes não. Se necessário for, a gente traz toda a nossa população rural para participar da licitação e colocar eles contra a parede. A gente não está aqui brincando com coisa pública não,” afirmou Edivar.
Na correspondência de contradita que o Empresário Kleber Ulhoa enviou à Presidência do Legislativo, lida durante reunião ordinária, ele solicita retratação por parte do líder de governo a fim de que “desabone o seu nome e de sua empresa.”
“-Como Paracatuense e empresário na área de Engenharia Civil, gostaria de esclarecer que tenho interesse em participar da licitação não só por interesse profissionais, mas por saber da importância pela para o município,” esclareceu o construtor que complementou o ofício solicitando a retratação da fala que segundo ele, “não apresenta provas”.
“-As informações e acusações trazidas pelo Vereador carecem de provas, não não tem qualquer fundamentação. Trata-se de um boato, na linguagem atual um fakenews. E diante da gravidade da fala envolvendo meu nome, venho repudiar e solicitar que o distinto Vereador refaça perante os demais colegas, por ser direito e por caráter de comprovação,” disse o empresário em sua correspondência lida pelo Secretário da casa.
Nós fizemos contato com a Assessoria do Vereador Gilsão para que o mesmo pudesse se manifestar a respeito do pedido de retratação.
O Gabinete do líder de governo disse que o parlamentar não havia sido notificado de nenhuma solicitação oficial e que: "na sua função de representar a população, recebeu a denúncia de maneira informal, que a empresas citada estaria com intuito de prejudicar a licitação da feira Municipal, portanto  levou a conhecimento dos demais colegas vereadores para que na função de fiscalizar, acompanhe o processo licitatório para que a população não fique prejudicada, caso haja qualquer interrupção seja desta ou de qualquer outra empresa."
A nota enviada pelo Vereador nega que tenha ofendido o empresário:  "Em nenhum momento utilizou palavras de ofensa, apenas repassou a informação, o pedido de retratação não será feito, devido ao Regimento Interno da Câmara Municipal art. 42 onde o vereador é inviolável em suas opiniões, palavras e votos."

 

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti