28 fev 16h33

Produção de Ouro da Kinross bate novo recorde na Mina de Paracatu

A produção da Kinross Brasil Mineração, subsidiária da canadense Kinross Gold Corporation, no complexo minerário de Paracatu, na região Noroeste do Estado, atingiu a produção recorde anual de 619,563 mil onças de ouro no ano passado. O volume representou um aumento de 18,78% frente às 521,575 mil onças do metal produzidas em 2018.
A mineradora ressaltou no relatório de divulgação de resultados que a produção em Paracatu teve um excelente ano em 2019, alcançando uma produção anual recorde, enquanto os custos foram reduzidos no mesmo período. Conforme a companhia, o forte desempenho ocorreu principalmente devido a um programa de otimização dos ativos iniciado em 2018, que resultou em maior eficiência da planta e um melhor conhecimento sobre as reservas de minério.
“A produção do ano aumentou aproximadamente 98 mil onças na comparação com 2018, à medida que a taxa de transferência e as recuperações melhoraram”, destacou.
A extração da Kinross no ativo de Minas Gerais respondeu por 43,96% de todo o metal produzido pela mineradora nas suas atividades nas Américas entre janeiro e dezembro do ano passado. Em 2018, o percentual era de 34,57%. Para se ter uma ideia, o ouro produzido pela companhia nas Américas no ano passado foi de 2,527 milhões de onças, contra 2,475 milhões de onças em 2018.
Além disso, em 2019, as vendas de ouro a partir da produção em Paracatu chegaram a 619 mil onças em relação as 523 mil onças um ano antes, um crescimento de 18,3% entre os exercícios. O volume comercializado no ano passado correspondeu a 24% das vendas nas Américas, enquanto em 2018 representou aproximadamente 20%
Também conforme a companhia, o custo total das vendas por onça comercializada diminuiu aproximadamente 19% frente a 2018, principalmente devido a eficiências operacionais, custos mais baixos de energia e movimentos favoráveis de câmbio.
Custo – Em 2019, o custo foi de US$ 846 por onça, 0,9% menor do que nos mesmos meses do exercício passado, quando o custo por onça do metal produzido foi de US$ 853.
A mineradora, que tem ações negociadas nas bolsas de valores de Toronto e Nova York, atua, no Brasil, nas atividades de pesquisa e desenvolvimento mineral, mineração, beneficiamento e comercialização de ouro. A companhia é a maior produtora de ouro do País, responsável por cerca de 25% do volume nacional. A sede administrativa da empresa está instalada na Capital e as operações de lavra se concentram na mina Morro do Ouro, em Paracatu.
Fonte: Diário do Comércio
Foto: Divulgação

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti