14 nov 14h43

Copasa nega, mas sistema de captação de água está a beira de colapso

De acordo com o sistema que controla o nível dos pontos de captação de águas da ANA, há mais de 30 dias “não há” condições de captação e bombeamento de água a partir do Ribeirão Santa Isabel, que é o principal ponto de captação para abastecimento da cidade de Paracatu.
Além do sistema que mostra essas informações, especialistas consultados por nossa reportagem confirma o colapso.
“-Há aproximadamente 30 dias que o Rio Santa Isabel está no nível zero e passa apenas um fio d’água abaixo do mínimo. A Copasa praticamente matou o Rio Santa Isabel em sua captação,” explicou o Professor Dr. Enoque Pereira da Silva que há quase dois meses havia previsto essa situação à nossa reportagem.
“-Tudo isso se deve à falta de investimento, aos poços tubulares que foram perfurados, mas que não tem bombeamento, que não funcionam e que não servem pra nada, pela falta de um reservatório, mas resumindo, às 33 obras previstas em contrato e comprometidas durante aquela CPI,” disse Enoque.
Na manhã desta quarta-feira (13/11) recebemos fotos da estação de captação e tratamento de água que revelam uma verdade absoluta: “A verdade é que não há água suficiente para captação e o sistema entrou em colapso se não chover muito nos próximos dias.” Faltou planejamento. Faltou cumprir o prometido. Faltou respeito. Disseram que a imprensa estava fazendo sensacionalismo e causando pânico na população. Está aí o resultado novamente. 
“-A Copasa não tem falado a verdade para a população de Paracatu e amparada por uma rede que inclui a Prefeitura de Paracatu, publica notas inverídicas que são replicadas por veículos de comunicação financiados pela própria prefeitura, falando que falta de abastecimento é por causa de reparos na rede ou falta de energia na central de captação. Não é verdade!”   Afirmou um membro do CBH à nossa reportagem e que pediu para não ter seu nome “exposto.”
A Copasa não responde publicamente aos questionamentos, mas em nota enviada pela Prefeitura de Paracatu nessa quarta, novamente a Copasa, por meio de recado informa que o abastecimento em Paracatu está sendo realizado normalmente, nesta quarta-feira (13/11/2019), ao contrário do que dizem os nossos leitores que estão sem água em casa.
“A Companhia está apurando o que motivou a redução da vazão registrada hoje (13), no ribeirão Santa Isabel. Apesar da redução, que comprometeu apenas o vertimento de água na barragem de nível existente no local, a vazão na área de captação se mantém suficiente para o abastecimento do município.
A Copasa esclarece, ainda, que caso necessário, tomará providências como a mobilização de caminhões-pipa e o acionamento poços reservas, afim de garantir o abastecimento para a população, conforme previsto no Plano de Ações Emergenciais.”  Diz a nota
Denúncias diversas complicam o caso
Campanha enganosa - A Copasa tem feito uma intensa campanha falando sobre um aumento da capacidade de tratamento para 232 litros por segundo, mas na verdade a empresa possui outorga para apenas 202 litros por segundo
“-A outorga da Copasa que foi renovada há pouco tempo atrás vale para 10 anos. Então a Copasa já previa continuar bombeando essa quantidade. Se houve um erro técnico, ou realmente a empresa não previa esse aumento, o caso é que a água falta em algumas partes da cidade a empresa não tem capacidade para atender a população,” afirmou o Professor Enoque, especialista em Recursos hídricos e Ambientais.
Construção irregular no Santa Isabel - Segundo o Ambientalista Antônio Eustáquio - Tonhão, houve uma diminuição de 30% da vazão, causada por uma construção irregular de um produtor irrigante no Santa Isabel. Segundo ele, "uma outorga negada, indeferida pelo CBH, foi descumprida e foi feito um desvio no rio para servir á propriedade desse produtor rural."
fullscreen

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti