14 jul 10h21

Banheiro para todos ou para poucos?

FOTO: Gaspar Chaveiro.FOTO: Gaspar Chaveiro.
Nunca antes os sanitários foram tão lembrados como agora aqui na cidade. A taxa imposta pela administração da rodoviária para quem utilizar o banheiro do estabelecimento gerou discussão. E quem não tem um real sequer, como faz? Faz as necessidades fisiológicas nas calças ou se segura procurando o local adequado e assim prosseguir viagem?
Acredito que ninguém consiga programar ao certo quando vai ao banheiro, ainda mais quando ingere muita água. E quem tem problema de bexiga? Vai segurar até chegar no próximo destino? Onde não cobrará uma taxa de utilização de um sanitário? Já até mudaram de ideia. Quem tem o bilhete de embarque não vai mais precisar desembolsar a taxa. Pelo menos isso.
Aí que chega a hora dos nossos representantes entrarem com os banheiros públicos. Não se tem conhecimento de onde se possa ter um banheiro do tipo no centro da cidade. Se houver, divulguem. Onde, pelo menos no período diurno, deveria ficar à disposição da comunidade, pois não dá para ficar entrando em comércios para desapertar. E se juntar a aflição de perder o ônibus com a vontade de usar o toalhete então? Dá merda!
Tudo bem a rodoviária privar seus banheiros, mas para isso, é preciso melhorar em alguns outros pontos urgentes. Como melhoria no atendimento e maior organização e respeito aos passageiros que utilizam os meios de transporte. Pois, mesmo que você compre a passagem com uma semana de antecedência, pode ser que sua poltrona esteja ocupada na hora do embarque.
Embora tenhamos tantos programas governamentais para facilitar a vida, onde pagamos altos impostos sobre tudo, sugiro que acatem a criação do Programa Banheiro para Todos. Assim, teremos ao menos o direito de sentar no trono, se sentir o rei, e o melhor, sem mexer no bolso.
Claudio Oliveira - Jornalista

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti