23 abr 11h47

Presidente da Câmara corta ponto de Vereador e é agredido dentro de seu gabinete

Na tarde desta segunda-feira (22/04), a Polícia Militar foi chamada às dependências da Câmara Municipal de Paracatu, onde o Presidente da casa, Vereador Wilson Martins (PSB) relatou no Boletim de Ocorrência, que o Vereador Gilsomar Ferreira dos Santos (PC do B) entrou em seu gabinete e começou a lhe desferir tapas e empurrões, que só cessaram com a intervenção de testemunhas que estavam no local.
O Presidente da Câmara disse que o Gilsomar, "estava transtornado”,  insatisfeito com um desconto em seu contra cheque, referente a uma falta à reunião ordinária no dia 01 de abril. Na ocasião, segundo o Presidente da casa, foi apurado que o Vereador estava na cidade de Arinos tratando de assuntos particulares de sua instituição, o “Liberta Paracatu” e apresentou no dia seguinte uma declaração assinada pela assessora de um Vereador afirmando que estava à serviço do Município de Paracatu na cidade de Arinos.
“-Como eu conheço o Vereador Alberto citado na declaração eu tomei a liberdade de ligar pra ele pra esclarecer a situação e o mesmo me relatou que o Gilsomar estava em Arinos tratando da criação de assuntos particulares de sua instituição o Liberta Paracatu,” explicou.
Durante entrevista a uma emissora de rádio, o Presidente da Câmara expôs uma situação que se confirmada pode agravar ainda mais a situação de Gilsomar que teria apresentado no dia seguinte um requerimento próprio, justificando a sua falta com o mesmo argumento anterior, o que segundo Wilson “não era verdadeiro.”
 “-Se ele estivesse em Arinos à serviço de Paracatu, ele estaria no carro oficial, usando a estrutura da Câmara o que não aconteceu e em respeito ao dinheiro do povo, nós temos a obrigação de fiscalizar. Nós estamos sabendo de outras coisas envolvendo o Vereador Gilsomar e já pedimos para fazer o levantamento e se for o fato, vamos notificar o parlamentar pra devolver o dinheiro gasto com trabalhos particulares aos cofres públicos,” garantiu o Presidente.
Sobre um eventual processo de cassação do mandato do Vereador Gilsomar por quebra de decoro, o Presidente afirmou que irá encaminhar o caso para a Corregedoria e os trâmites serão dentro do que determinia o regimento da casa.
“-Vamos analisar o regimento e encaminhar ao Corregedor da Câmara que tomará as devidas providências e se for o caso a presidência irá instalar a comissão processante de quebra de decoro parlamentar, que pode sim levar à cassação,” confirmou Wilson Martins.
Após a reunião ordinária, procuramos o Vereador Gilsomar, mas ele não foi localizado em seu gabinete e nem nas dependências da Câmara.

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti