9 abr 11h04

COPASA entra na justiça para não cumprir legislação em Paracatu

A Vereadora Marli Ribeiro (PSDB), surpreendeu a todos os Vereadores e público presente na reuniu do legislativo, dia 08/04, quando levou à Câmara ao conhecimento de todos, uma ação que está sendo movida pela COPASA contra a Prefeitura de Paracatu, pedindo a suspensão de duas leis criadas e  aprovadas pela Câmara em benefício da população de Paracatu.
A COPASA pediu à justiça a suspensão dos efeitos da lei municipal nº 2.810 de 2010 que determina a instalação de equipamento eliminador de ar na tubulação do sistema de abastecimento de água e também a sua regulamentação. A lei 2.810/10 é de autoria do Vereador Vânio Ferreira e a regulamentação de autoria do vereador Pedro Adjuto (PHS) que impõem multa em caso de descumprimento.
Durante seu relato a Vereadora Marli Ribeiro (PSDB) afirmou estar indignada com a atitude da Companhia.
“-Com tanta queixa a ser resolvida e tanta lentidão na realização de obras, a empresa quer brigar na justiça para suspender as leis que ainda protegem o consumidor. Me traz  espanto essa ação,” disse Marli que ainda pediu empenho das Comissões da Câmara.
O Vereador Joãozinho Chapuleta (PSDB), comentou a fala da colega deixando claro o seu descontentamento com a situação que coloca Executivo e Legislativo em uma situação de impotência.  “-Infelizmente a Copasa não tem o mínimo de respeito nem conosco, nem com o governo, nem com a população, isso fica cada vez mais comprovado,” desabafou.
Pedro Adjuto (PHS), foi mais direto com as críticas e direcionou sua artilharia também contra o governo municipal, denunciando a falta de atitude do Prefeito com relação às ações da Copasa.  “-Como que uma empresa, uma concessionária de serviços públicos comete um ato desse e a gente não vê nada, nenhuma ação do governo municipal?” Questionou Adjuto.

Nossa reportagem entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Copasa, mas até o momento, não tivemos nenhum retorno.

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti