16 mar 10h05

Instabilidade nas redes sociais é Fato, relação com tragédia de Suzano é Fake

Três das principais redes sociais usadas no Brasil, Instagram, Facebook e WhatsApp, apresentaram problemas em todo o Brasil e em outros locais do mundo ontem, por volta das 13 horas (de Brasília) até o final da tarde e em alguns casos, até a noite.
No WhatsApp, os problemas eram para enviar arquivos de mídia, como fotos, vídeos e áudios. No Facebook, tanto perfis pessoais quanto páginas estão com problemas para postar em seus feeds, (comentários, fazer compartilhamentos) enquanto no Instagram há erros para carregar o aplicativo no geral e, em outros casos, para fazer upload de fotos.
O Facebook através de nota confirmou as falhas, e informou que o problema é mundial.
O site Down Detector que faz os monitoramento de diversas atividades na internet tem relatos de usuários reclamando de problemas no mundo todo e as queixas em relação ao Facebook ocorrem com mais ênfase no Brasil, na América do Norte e na Europa.
Com relação ao What’s App, o Brasil parece ser um dos epicentros dos problemas do WhatsApp, o que faz sentido, já que o aplicativo é extremamente popular entre os brasileiros e mistura entretenimento, trabalho, atividades profissionais e pessoais, isso é fato.
Ocorre que também ontem, aproveitando esses problemas técnicos, uma mensagem falsa já tem circulado na web atribuindo as falhas à uma bloqueio proposital relacionado à tragédia na Escola em Suzano na Grande SP.
A mensagem que diz que o Facebook, o Instagram e o WhatsApp foram bloqueados para evitar a publicação de fotos, vídeos e áudios de crianças e adolescentes da Escola Raul Brasil, por conta da repercussão da tragédia em Suzano. Além disso, o texto diz que os apps permanecerão assim por tempo indeterminado. Isso é #FAKE.
Prova disso é que o problema com os aplicativos não se restringiu ao Brasil. Houve relatos em vários países ao redor do mundo.
Mas esse fake também nos faz refletir sobre a tragédia. Eu me pergunto: “Qual prazer, motivação, por que uma pessoa fica repassando fotos de pessoas feridas, mortas, crianças sangrando em pânico?”
Isso é um desrespeito com a família que já deve está muito abalada e eventualmente ter registro de um familiar no chão, morto, assassinado é uma segunda dor.
Eu pessoalmente sou contra esses registros e vale lembrar que é crime “gravar, armazenar e repassar” esses tipo de registros na internet.

Fonte:  Down Detector

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti