27 fev 14h13

Enxurrada dá prejuízo para moradores e comerciantes no Centro de Paracatu

Na início da tarde desta terça-feira (26/02), a nossa reportagem passou por diversos bairros de Paracatu e flagrou a aflição de moradores e comerciantes durante o temporal que atingiu a cidade.

Cadeiras eram usadas para deixar equipamentos eletrônicos e mercadorias na maior altura possível, tijolos, tábuas e panos eram colocados na portas na tentativa de impedir a entrada da água mas era quase impossível conter a forte enxurrada que corria por várias ruas da cidade.

No centro da cidade, o comerciante Wilson Silva de Oliveira contabilizava os prejuízos pois o comércio na Avenida Olegário Maciel onde ele é gerente foi invadido pela enxurrada.

"-Enquanto não tiver uma solução para esse rio cheio de sujeira que desce na Joaquim Murtinho  (Rua) não podemos fazer nada. Temos que esperar a água abaixar para depois limpar a loja,”
lamentou.

A
s reclamações ouvidas e vistas em vídeos nos grupos de what’s app e em redes sociais aconteciam também em outros bairros. Na ponte que liga os bairros Santana Vila Mariana, um veículo apresentou falha quando tentava passar pelo local onde a água estava quase cobrindo os pneus.

Em muitas ruas do centro da cidade, apenas caminhões, ônibus e outros veículos de grande porte se arriscavam a passar pelas vias tomadas pela água.

Foi visível que a água que descia não era absorvida por nenhum dos bueiros ao longo das ruas, mostrando a ineficiente do escoamento.


“-Não é preciso nem ser especialista pra ver que os bueiros estão todos entupidos, mas isso também é culpa da população que fica jogando lixo e até material de construção nos boeiros,”
afirmou sr. Wilson.

Em 2018, a Prefeitura gastou R$ 128.000,00 com limpeza de 4.000 bueiros em toda a cidade, o que não impediu que o problema se repetisse.

Anteriormente em 2017, a
Vereadora Marli Ribeiro (PSC) apresentou e aprovou o projeto de lei do “Bueiro Inteligente” como forma de solucionar problemas relacionados a alagamentos e enchentes nas ruas e avenidas em Paracatu.

“-Algumas cidades brasileiras já adotaram esse sistema, que é uma excelente alternativa para todos os resíduos de lixos que são levados pelas águas das chuvas aos bueiros. O bueiro inteligente consiste em um cesto coletor com alças laterais, produzido em metal ou material termoplástico em diversas medidas, especificamente, para cada modelo existente na rede pluvial, a fim de facilitar o trabalho de limpeza, remoção e manutenção,”
explicou a parlamentar.

Por coincidência, na última reunião do Legislativo, na segunda-feira (25/02), um dia antes do temporal, a
Vereadora apresentou requerimento pedindo ao poder executivo que “cumprisse a lei” aprovada e sancionada pelo Prefeito Olavo Condé (PSDB).

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti