5 fev 11h03

Reflexão da Bíblia, denúncias, cobrança e muita divergência na reunião da Câmara

Interpretação ou a divergência nela é algo que fica bem evidenciada na Bíblia em religiões diferentes e na Política. 
No início da reunião do Legislativo desta segunda-feira (04/02), com o início dos trabalhos para 2019,  a Vereadora Pastora Marli Ribeiro (PSDB)  fez leitura e reflexão baseada no livro de Provérbios, “Quando o justo governa, o povo se alegra...”
Ela comentou: “O ímpio é aquele que só pensa nele, nos benefícios dele e não pensa no próximo, no menos favorecido.  Que nós possamos rever o nosso trabalho e atender o povo que tanto espera de nós. As decisões tem que ser tomadas de acordo com o que seja melhor para o povo... “
Para a base do governo Condé ela quis dizer uma coisa dar um recado para o Presidente da Câmara e seus aliados, para a oposição outra, totalmente diferente, ou seja um recado para o Prefeito e o Governo. O certo é o desejo e o pedido para Deus “abençoe a todos” nesse ano legislativo que começou ontem mais quente do que o clima que estamos enfrentando em Paracatu nos últimos dias.
Em um segundo momento, a tribuna do Vereador Hernesto da Silva (SD) foi no estilo “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.”
O parlamentar, além de desejar a todos os colegas um ano de intenso trabalho, o que segundo ele não tem sido visto na Câmara, disse que “espera que seja um ano em que os nossos requerimentos sejam atendidos, ” e aos poucos foi relatando seus requerimentos em benefício da comunidade que segundo ele não foram atendidos em 2017 e 2018 como por exemplo “a poda de árvores próximas a fios de alta tensão na cidade, o concurso para preenchimento de vagas dos cargos comissionados, solicitação de informação sobre o gasto nas obras do Centro Administrativo, solicitação do processo de locação de veículos, serviços de capina e limpeza de lotes em vários pontos da cidade, reforma do posto de saúde do Alto do Córrego, fornecimento de EPI’s para os servidores que trabalham no serviço de limpeza pública do município, entre outros...”
Pelo menos para um desses pedidos, a reforma do Posto de Saúde do Alto do Córrego, o Vereador Marcos Oliveira (PSDB), apresentou uma solução.  “-A Câmara devolveu mais de 1 milhão para o Governo e fica a sugestão para a esse recurso seja aplicado na reforma no PSF do Alto do Córrego. Dinheiro não falta para o Governo,” afirmou o Ex-líder de governo.
Percebendo o clima tenso na reunião o Vice Prefeito afastado do ninho tucano, Adelson Cunha (PSDB), como prerrogativa do seu cargo, fez uso da palavra para desejar “novos momentos à administração municipal” e à relação entre executivo e legislativo. “-Peço ao Presidente Wilson que tenha paciência pra não ficar degladiando porque isso é ruim pra todos,” aconselhou.
“-Que nesses novos momentos, na Secretaria de Agricultura não venha a sumir carros, não venha a sumir equipamentos como vinha acontecendo. Que na Secretaria de Transportes, onde nós só temos sucata no pátio as coisas melhorem. Eu até forcei muito para que o Olavo melhorasse os veículos, mas não teve jeito e eu resolvi afastar para deixar ele a vontade para fazer o que precisar,”  desabafou Adelson.
Na sequência da reunião, durante os momentos de assuntos relevantes o ex-presidente da casa, Vereador Ragos Oliveira (PRTB), fez uso da palavra e apresentou uma série de críticas ao legislativo e ao executivo, porém a reunião teve que ser interrompida por falta de energia elétrica da CEMIG.
Os trabalhos retornarão nesta terça (05/02) às 15:00 horas.

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti