30 abr 2010 03h45

Unaí em Pé de Guerra.

O parlamentar disse que se matéria jornalística fosse condenação o prefeito de Unaí já não estaria mais aqui, pois ele é alvo de inúmeras denúncias da imprensa, da Polícia Federal e do Ministério Público Federal

Na última reunião da Câmara Municipal de Unaí, o vereador José Inácio rebateu com veemência as manifestações do prefeito de Unaí, Antério Mânica, no programa “A Palavra do Prefeito”, onde ele disse que o envolvimento do deputado Delvito Alves em denúncias de mal uso de verba indenizatória envergonhava Unaí.

Após fazer breve defesa do deputado, que segundo ele virá á público esclarecer os fatos, disse que usava da palavra apenas para se manifestar sobre a fala do prefeito nas emissoras de rádio difusão de Unaí, que deveria ser tão somente no sentido de divulgar possíveis políticas públicas em prol do município e em não usar o rádio, pago com dinheiro público, para fazer política partidária contra o deputado Delvito Alves, que tem carreado para Unaí e Noroeste de Minas grandes investimentos que estão impulsionando o progresso da região.

“O pronunciamento foi totalmente infeliz, pois, se matéria jornalística comprovasse fatos, o Prefeito Antério Mânica certamente não estaria mais entre nós, vez que a grande imprensa não se cansa de publicar matérias acusando o prefeito, dentre outras, de participação de assassinato de fiscais do trabalho, formação de quadrilha, exploração de mão de obra, trabalho escravo, roubo de energia elétrica e envolvimento na “máfia do feijão podre”, que desviou milhões do erário público. Se pelas matérias ele julga o Deputado culpado, certamente ele também se considera culpado diante de tantas acusações que a grande imprensa lhe direciona. Conhecedor de sua vaidade, o prefeito deve estar orgulhoso por ter seu nome e o de Unaí gravado, mesmo que de forma negativa, na Organização Internacional do Trabalho, em Genebra, na Suíça.

Com relação à alegação de cancelamento da vinda do pré-candidato e atual Governador Antônio Anastásia à Unaí, que conforme o prefeito se deu por vergonha do Governador, José Inácio relatou que o constrangimento não é por causa do Deputado Delvito Alves, que é vice-líder de Governo, nomeado através do próprio punho de Aécio Neves. Disse o que problema deve ser outro, pois desde que Antério assumiu a prefeitura o Governador não veio mais à nossa cidade. Segundo o vereador, o Deputado garantiu que fará de tudo para em breve trazer Anastásia à Unaí.

“Engraçado é que o Prefeito está no Poder há mais de 6 anos e neste período o Governador Aécio já foi 4 vezes em Paracatu, pelo menos uma vez em João Pinheiro, Vazante, Brasilândia e Buritis, e em Unaí nenhuma, apesar de uma série de anúncios de sua vinda. Será que o Prefeito já pensou na possibilidade de que a ausência do Governador em Unaí pode ser por sua causa? A população já tem sua avaliação. O Deputado me garantiu que fará de tudo para, antes da campanha eleitoral, trazer o Governador à Unaí. O Deputado não mente”.

O Vereador mostrou-se mais irritado quando tocou na parte em que o prefeito disse que o Governador não veio à Unaí por vergonha.

“O que envergonha e atrapalha o nosso município são as constantes matérias publicadas pela imprensa fazendo as mais sérias e variadas acusações contra o nosso Prefeito. Pelos quatro cantos do país, por onde passamos, principalmente nos órgãos públicos, sempre ouvimos as mesmas chacotas sobre nossa cidade. Certamente você também já ouviu. Tais comentários nos faz perder empresas, órgãos públicos e muitos investimentos, quer do setor público, quer do privado. Isso está atrasando nosso município. Vamos ter que refazer nossa história”.
José Inácio relacionou uma série de ações ou inércia do prefeito que, segundo ele, verdadeiramente envergonham a cidade de Unaí, dentre elas fez questão de destacar algumas.

“Posso destacar alguns fatos públicos e notórios que envergonham Unaí. Envergonham Unaí as acusações que lhe são feitas pela justiça; o roubo de dinheiro do IPTU na Prefeitura, sem abertura de qualquer sindicância; a denúncia expressa feita pelo ex-servidor Helder e pelo Secretário Jorge de que o vice-prefeito estaria super-faturando as obras do município em 30% do valor de mercado. Esse caso Antério também preferiu abafar; O aval e o uso do município pelo Prefeito e pelo seu vice para que a Parmalat e o Grupo Arantes (frigorífico) divulgassem falsos projetos para obter empréstimos milionários; A criação de secretarias e cargos públicos para se manter no poder. Também envergonha Unaí o fato do prefeito não ter aceitado e não aceitar as verbas do Deputado Delvito Alves para a perfuração de poços artesianos, construção de sede para associações, quadra de esportes, aquisição de tratores para a agricultura familiar, e a perda de empresas e órgãos públicos sem qualquer justificativa plausível. Nos deixa perplexos o fato do prefeito montar processo administrativo na Prefeitura para pagar dívidas de campanha com o nosso dinheiro. Não posso deixar passar despercebido que o Deputado destinou cerca de R$100 mil para a APAE adquirir uma van adaptada para deficientes e o prefeito não repassou a verba à entidade. Isso é o que envergonha Unaí”.

José Inácio fez questão de dizer que o prefeito reluta em não admitir a ascendência política do Deputado Delvito Alves, que em apenas três anos de mandato conseguiu colocar Unaí nos mais importantes programas estruturadores do Governo Aécio Neves, iniciando uma grande transformação no noroeste mineiro. Citou a ligação de todas as cidades da região pelo asfalto; a reforma de todas as escolas estaduais de Unaí; asfaltamento da rodovia que dá acesso à penitenciária; construção da lagoa de decantação da penitenciária; a elaboração do projeto do anel viário, a construção do Centro de Recuperação de Menores, que já vai ser licitado e várias outras ações do Deputado.

“Você é testemunha que nunca em nossa história vimos o Estado tão presente no nosso município. Isso teve a participação efetiva do Deputado Delvito Alves. Desde à época do Deputado Saint’Clair não havia sido feito um palmo sequer de asfalto no noroeste. Hoje tem obras em todos os municípios. Isso demonstra a importância da continuidade do trabalho do nosso Deputado”.

O Parlamentar disse que a pessoalidade e intuito do prefeito em denegrir a imagem do Deputado Delvito Alves está evidente, pois, ele deixou claro ter dois pesos e duas medidas e que seu interesse não é o de defender a moralidade pública, mas sim de limpar o caminho para a continuidade da ditadura branca em Unaí.

“É que, no mês de junho de 2008, nos dias 6 e 29, o Jornal “Estado de Minas”, além de toda imprensa nacional, publicou duas graves denúncias envolvendo o Deputado Federal José Santana, apoiado por Antério. A primeira falava da conhecida “Operação João de Barro”, que desviou mais de 700 milhões destinados à construção de casas populares, onde a manchete diz que o Deputado José Santana lidera o esquema no noroeste. A segunda matéria diz que José Santana estaria envolvido em desvio de verbas do Ministério da Cultura que eram destinadas à realização de festas. Até hoje o Prefeito não disse que o Deputado José Santana é corrupto e que ele envergonha Unaí.

Diante desses fatos dá pra perceber que o Prefeito não é esse paladino da moralidade que ele quer deixar transparecer. Suas acusações são oportunistas e politiqueiras”

Ao final de seu desabafo, o vereador José Inácio disse que iria pedir proteção da Policia Federal e da Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais porque os ânimos em Unaí estão ficando bastante acirrados.

“Vou pedir proteção policial não porque tenho medo, mas porque sei que eu sou a parte “fraca” da corda. Faço questão de ainda estar aqui para ver esse castelo da mentira desmoronado”, finalizou o vereador.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Vereador José Inácio
fullscreen

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti