10 fev 2010 16h29

Sindicato dos trabalhadores extrativistas aprova proposta de reajuste salarial dando fim as manifestações.

Aconteceu ontem à tarde (09/02) a segunda assembléia que aceitou definitivamente a proposta da Kinross e que deu fim às manifestações e à possibilidade de paralisação.

A partir deste mês os operários que trabalham em turno na empresa terão um reajusta salarial de aproximadamente 22,5% somando abonos e acréscimos. Seus anseios e expectativas eram de alcançar um aumento salarial proporcional ao aumento da jornada de trabalho. Esta que foi acrescentado em 2006 em 25%.

A votação aconteceu em dois períodos: no período da tarde e no período da manhã. Na primeira assembléia a grande maioria dos trabalhadores aprovou a proposta, porém no segundo o contrário aconteceu. 60% dos trabalhadores não a aceitaram. Mesmo assim, o resultado final foi favorável à companhia, pois se estabeleceu um reajuste menor do que o esperado pelos sindicalistas.

Segundo o presidente do sindicado dos trabalhadores extrativistas, José Osvaldo, a decisão final foi em sua grande maioria em favor da proposta. No entanto, 60 dos 240 trabalhadores presentes nas duas reuniões votaram contra a proposta da empresa. “Isso prova que, apesar da aprovação, existe um número significativo de trabalhadores que não estão satisfeitos.” Completa ele.

Alguns deles acreditam que a quantia paga ainda não é um valor justo considerando o serviço prestado e os sacrifícios cometidos. Entretanto reconhecem o feito. Conseguiram um acréscimo de 50% em relação à primeira proposta feita pela Kinross. Um ganho que comprova o poder que os funcionários unidos e politizados possuem.

O novo contrato assinado será válido pelos próximos dois anos. Iniciar-se-á agora as negociações do contrato que abrangerá todos os funcionários da empresa.
fullscreen

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti