1 jul 2014 03h40

Paracatu poderá fazer parte da Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno

Há muito tempo se fala em incluir Paracatu, que é uma das cidades de Minas Gerais mais próximas da Capital Federal (e de mais fácil acesso) à região conhecida como RIDE (Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno), mas segundo o Presidente da Câmara, Glewton de Sá (PROS), “apesar da discussão, nada foi feito de concreto.”

-“Com exceção do ex-prefeito Almir Paraca (PT), não houve nenhuma boa vontade de nenhum Prefeito. Para adentrar ao entorno de Brasília, só através do Projeto de Lei e dentre os existentes, nenhum citava Paracatu. Havia um PL que incluía Alto Paraíso, Cabeceira Grande e outras que estão até a mais distância que nossa cidade, mas em momento algum nos incluia.”
Explicou Glewton

Segundo
Professor Glewton (PROS), ele esteve em Brasília articulando com parceiros e o primeiro passo já foi dado através da inserção de Paracatu na RIDE através do Projeto de Lei do Deputado Ademir Camilo (PROS), e que a aprovação será feita até o final do ano.


-"O projeto já recebeu parecer favorável em todas as comissões e já esta  pronto para  ser  votado em plenário da câmara. O deputado Ademir  Camilo (PROS) entrou com requerimento pedindo a inclusão do projeto na pauta de votação o mais rápido possível, e  esperamos que venha a acontecer tal votação pois assim todos saem ganhando."  Explicou Glewton que ainda fez questão de dividir os méritos. 

-"Aqui não existe  bandeira  partidária e sim olharmos por nosso município. Só teremos a ganhar, por isso que eu agradeço a todos os vereadores pelo empenho e palavras de  apoio de todos, em especial a Zé Maria do Paracatuzinho e Marlon Gouveia."  
Finalizou.

O que Paracatu ganha com isso?

O Presidente da Câmara, explicou que a principal melhoria será na saúde, mas que outras áreas, como a segurança pública também terá benefícios, com a inclusão do município no entorno. “-Apesar de morarmos no entorno, nosso município não está efetivamente dentro dos limites do DF e isso é ruim, pois ficamos apenas com o ônus, e não temos direito ao bônus.” Afirmou.

O Vereador
João Batista dos Santos (PSDB), parabenizou o trabalho do Presidente da Câmara e falou da necessidade de se incluir também na pauta o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste que beneficia os municípios do entorno mas exclui os municípios de Minas Gerais. “-Os recursos destinados ao Distrito Federal e entorno através do FCO, podem beneficiar e muito os empresários e produtores da região, mas infelizmente o FCO localizados na RIDE (Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno), exclui os municípios localizados no Estado de Minas Gerais.” Explicou Contador.

Saiba mais:

Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno - RIDE-DF

A Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE/DF) foi criada pela Lei Complementar nº 94, de 19 de fevereiro de 1998 e regulamentada pelo Decreto nº 2.710, de 04 de agosto de 1998, alterado pelo Decreto nº 3.445, de 04 de maio de 2000.

A RIDE tem como objetivo articular e harmonizar as ações administrativas da União, dos estados e dos municípios para a promoção de projetos que visem à dinamização econômica e provisão de infraestruturas necessárias ao desenvolvimento em escala regional.

Enquanto institucionalidade legalmente constituída, a RIDE tem prioridade no recebimento de recursos públicos destinados a investimentos que estejam de acordo com os interesses consensuados entre os entes. Esses recursos devem contemplar demandas por equipamentos e serviços públicos, fomentar arranjos produtivos locais, propiciar o ordenamento territorial e assim promover o seu desenvolvimento integrado. 


Competência

Articular, harmonizar e viabilizar as ações administrativas da União, do Distrito Federal, dos estados de Goiás e de Minas Gerais, e dos municípios que a compõem para a promoção de projetos que visem à dinamização econômica e provisão de infraestruturas necessárias ao desenvolvimento em escala regional.

Abrangência


É constituída pelo Distrito Federal, pelos municípios de Abadiânia, Água Fria de Goiás, Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Cabeceiras, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Corumbá de Goiás, Cristalina, Formosa, Luziânia, Mimoso de Goiás, Novo Gama, Padre Bernardo, Pirenópolis, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto, Valparaíso de Goiás e Vila Boa, no Estado de Goiás, e de Unaí, Buritis e Cabeceira Grande, no Estado de Minas Gerais.

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti