3 jul 2013 03h14

Esperança e não saudade

"No retiro do clero de Paracatu-MG, após ouvirmos a leitura de Gênesis 19, 15-29 que trata de Lot, Sodoma e Gomora e após ouvirmos também o Evangelho de Mateus 8, 23-27 que fala do mar agitado pelas ondas e a ventania, fomos convidados a pensar no seguinte: "nós cristãos e, principalmente, nós discípulos, sacerdotes, devemos ter esperança e não saudades".

Muitas vezes o pecado nos deixa com saudades, mas devemos seguir adiante e não olhar para trás para não viramos estatua de Sal, ou seja, para não nos tornarmos paralisados, mortos e sem vida.

Isso, a vida de pecado, pode nos enganar, nos "fazendo pensar que estamos realizando o outro, fazendo-o feliz onde estamos, mas podemos nos enganar e estar lhe fazendo infeliz". Ao ser tratado sobre o evangelho ouvimos o seguinte: "Duas forças maiores da Natureza foram aquietadas pelas Palavras de Jesus, as ondas e a ventania. Isso para mostrar aos discípulos que Deus é mais e sempre estará com o seus discípulos. Não precisamos temer, mas crer e viver sempre olhando para frente. Vamos em paz e que sejamos homens da Esperança e não de Saudades."

(Palavras pensadas a partir do que disse Dom Jorge na missa hoje de manhã).

Senhor que tenhamos coragem em nossas fragilidade, coragem de ouvir e tomar outro caminho. Senhor faça nos dizer, assumindo nossa responsabilidade, quando o outro nos faz mal... Amém...

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti