9 set 2011 14h35

Reviravolta na CPI da Saúde

Ao ser verificado uma anomalia no sistema de gases (oxigênio e ar medicinal) do Hospital Municipal, e pelo fato que na mesma época ali falecera uma menina (Thainá Bezerra), a Câmara Municipal instaurou uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar se aquelas anomalias nos sistemas de gases causaram alguma morte, inclusive da menina Thainá.

Na época, vereadores diziam que vários pacientes poderiam ter morrido no hospital, pois, estavam recebendo ar comprimido que é usado para encher pneu de caminhão e o caso teve grande repercussão, sendo o Secretario de Saúde, inclusive acusados de má gestão no sistema de saúde pública.

O tempo foi passando e os fatos começaram a se esclarecer. Foi realizada uma perícia por uma empresa especializada em tecnologia, que afirmou que hoje, tudo está de acordo com as normas pertinentes e por último pela Perícia da Polícia Civil que concluiu que a morte da menina nada tem a ver com o sistema de gases do Hospital.

O Laudo foi realizado depois da exumação do cadáver da menina que, a pedido da CPI, o que deu mais um capitulo dramático ao caso, no entanto, o resultado do trabalho veio encerrar uma discussão de grande comoção popular.

Com o laudo da Polícia Civil afirmando que a morte da menina Thainá não foi em decorrência da anomalia do sistema de gases, bem como nenhum outro prejuízo aos pacientes foi apurado, a CPI passa a não ter mais sentido e deve ter seu relatório apresentado e trabalhos finalizados nos próximos dias.

Em conversa com nossa reportagem, o Secretário de Saúde disse que não se sentia aliviado, até porque nunca temeu resultado diferente, mas lamentou que a vida de uma criança e o sentimento de uma família fossem tratados e expostos da forma que foram por uma política maldosa e até mesmo de forma errônea por alguns meios de comunicação. “-Eu aguardava com paciência que os fatos fossem esclarecidos, mas desde o principio eu lamentava apenas a forma com que os fatos estavam sendo tratados, sendo inclusive levados a tribuna da Câmara, de maneira tão precipitada. Sempre acreditei na honestidade e na seriedade do nosso trabalho. Sempre acreditei que a verdade prevaleceria, e foi só isso que aconteceu.” Disse Eurípedes Tobias que ainda desabafou: "-O meu maior sentimento neste caso foi ver pessoas usarem da pior dor de uma mãe, ou seja, a perda de um filho, para notícias oportunistas politiqueiras."


Foto 1: Pronto Socorro Hospital Municipal
Foto 2: Secretário de Saúde Eurípedes Tobias
fullscreen

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti