24 fev 2011 14h28

PLC do Vereador João Macêdo quer liberar o funcionamento das Farmácias em Paracatu

O Vereador João Macêdo (DEM) utilizou a tribuna da Câmara na última segunda para destacar a polêmica do funcionamento 24 horas das farmácias em Paracatu e na oportunidade, apresentou Projeto de Lei Complementar (PLC) que libera todos os estabelecimentos para trabalharem desta forma independente de regras ou acordos de plantão.

Segundo João Macêdo, o Juiz de Direito de Paracatu concedeu Tutela antecipada à Drogaria Cristina e que a Câmara corrija um erro de não ter cumprido o seu dever de acordo com o que se propõe que é ouvir a população que elegeu os seu representantes para ser sua voz aqui neste plenário. “-Não entendo que a Câmara errou, no máximo houve um equívoco. Errar é natural, mas o que não podemos é persistir no erro.” Afirmou Macêdo, que ainda ressaltou que sua intenção não é propor benefícios, proteção a esse ou aquele grupo, mas apenas o direito a quem quiser trabalhar, de trabalhar da forma que quiser, pois a população inteira é beneficiada. “-Paracatu já se projeta entre as grandes metrópoles do estado e qualquer cidade a gente vá, sempre encontraremos vários estabelecimentos comerciais funcionando 24 horas, é uma tendência inevitável dos tempos modermos.”

O Vereador afirmou que, o que esta propondo é que se posa discutir em um processo democrático, ponderar e principalmente ouvir o clamor da população que defende não só o direito comercial de uma empresa, mas sim o direito a mais empregos, direito ao trabalho.

Macedo ainda cumprimentou em especial dois jovens que iniciaram o movimento na cidade, (Nayane e o Vitor Soares) pelo exemplo de cidadania, relatando que em uma reunião que eles organizaram, havia mais de 120 pessoas.

Ao final de sua fala, João Macedo pediu o apoio dos vereadores, pedindo unidade para correção de um episódio que ele chamou de “equívoco”. “- Não podemos varrer para debaixo do tapete o nosso dever de legislar e eu não vou entrar em polêmicas, não quero ter paternidade, colher louros deste projeto, mas sim quero servir à população e por isso que passo às mãos do Secretário para que, qualquer vereador que queira me acompanhar, possa nesse momento, assinar este Projeto de lei.” Finalizou Macêdo.

Dr. Romualdo usou a parte para reforçar o pedido do vereador João Macêdo e disse que a Câmara não pode de forma alguma inibir o trabalho das pessoas, seja qual for a forma de comércio. “-Na reunião que se iniciou esta polêmica eu manifestei contra esta decisão e outras imposições que tiram o direito da individualidade do empresário, do investidor, do profissional de saúde de Paracatu.” Afirmou Dr. Romualdo
fullscreen

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti