1 jul 16h30

Zema anuncia redução no ICMS; decreto começa a valer hoje (01/07)

O governador Romeu Zema (Novo), anunciou nesta sexta-feira (01/07) que irá assinar o Decreto que reduz o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) da gasolina, energia elétrica, serviços de telefonia e internet em Minas Gerais.

De acordo com o executivo, a decisão reduzirá todos os impostos para 18% a partir desta sexta. "O imposto da gasolina era 31%, energia elétrica 30% e comunicação 27%. Todos passarão para 18% em nosso Estado a partir de hoje", escreveu Zema em suas redes sociais.

A redução do imposto estadual ocorreu depois do projeto de lei sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), no dia 23 de junho, que limita o ICMS. Na lei sancionada, os estados não podem cobrar taxa superior à alíquota, que pode oscilar entre 17% e 18% dependendo do estado.

Apesar da decisão, os governos estaduais estimam perda 
de R$ 83 bilhões na arrecadação com a aprovação do projeto, o que pode afetar os recursos de investimentos em outras áreas.

Zema já vinha demonstrando apreço pela redução do imposto, mas o governador temia os impactos nas verbas. Em Minas, é prevista uma redução
 de R$ 8 bilhões a R$ 10 bilhões na arrecadação anual do estado.

"No caso de Minas Gerais, que somente recentemente colocou a folha de pagamento em dia, muitas prefeituras têm o orçamento apertadíssimo, e o ICMS é que custeia saúde e educação das prefeituras", disse o Governador, em entrevista na futura unidade da Farmácia de Minas, em Belo Horizonte, na última terça-feira (28/6).

Há um tempo o presidente Bolsonaro vinha pressionando para que a lei fosse aprovada. Em certo período, o Chefe do Executivo chegou a prometer aos estados que reduzissem o imposto o ressarcimento, contudo, o presidente vetou o texto.

Gasolina mais barata?

Para os consumidores a notícia é boa, diz o economista e coordenador do Mercado Mineiro, Feliciano Abreu. O especialista afirma que ainda é cedo para estimar a redução nos preços dos combustíveis e indica que também irá depender dos postos de gasolina, mas a depender dos impostos federais, cerca de R$ 0,68. “ICMS tem que esperar, mas acredito que na mesma faixa”, pontua.

“A gente já vinha acompanhando a redução em função dos impostos federais, que são PIS, Cofins e a Cide, e agora somando com a com a redução do ICMS vai ter uma queda boa para o consumidor, né? Éuma redução importante sim”, destaca o especialista.

Abreu alerta para que os consumidores fiquem de olho nos preços e cobrem dos postos de combustível a queda do valor nas bombas de abastecimento. Ele conta que a redução não será imediata, pois ainda há muito em estoque, mas que é necessário ir acompanhando.

“Segundo os postos, ainda está em queda a questão dos impostos federais. Então, até realmente de fato chegar preços mais baratos em função do ICMS também demora um pouco, mas essa semana a gente já vai ter aí reduções significativas”
, destaca.

O especialista ressalta como a cobrança é necessária para que os preços venham a baixar realmente. "Porque senão fica na margem de lucro dos postos essa redução, coisa que não vai acontecer porque a concorrência é muito pesada também entre os postos. Então, assim, a expectativa é muito boa para o momento, né? Não quer dizer que é o ideal, mas é o que a gente tá tendo e o que a gente pode ter nesse momento”, diz.


Fonte: Estado de Minas


*Permitido compartilhamento e ou cópia desde preservada a fonte (LEI Nº 9.610/98)
____________________________________________
news blog comunica not reporter a midiadigital noroestemineiro facebook youtube tradutor google hotmail mercado livre whatsapp gmail globo uol google tradutor previsão do tempo olx traduzir netflix yahoo messenger jogos instagram whatsapp web g1 outlook clima minecraft bol covid19 coronavirus pandemia paracatu

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti