12 mai 18h00

Presidente da Câmara nega pedido de urgência do prefeito para criação de cargos

O presidente da Câmara Municipal, Manoel Alves (PODEMOS) negou o pedido de urgência do prefeito Igor Santos para criação de um departamento administrativo na secretaria de saúde. 

De acordo com o projeto lido na última sessão do legislativo, dia 09, Igor Santos (DEM)  alega que é preciso complementação às equações na estrutura organizacional da Prefeitura Municipal de Paracatu para sanar as distorções históricas existentes nos mais variados cargos, principalmente naqueles relacionados à Secretaria Municipal de Saúde. O executivo defende que, devido ao alto número de atendimentos não só aos paracatuenses, mas também público regional, é preciso melhorar a  pasta em estrutura e mais um servidor contratado.  

O departamento administrativo da saúde teria a função de gerenciar a tramitação dos processos licitatórios.  

Vale lembrar que nesta secretaria já existe o departamento de Gestão e Planejamento responsável pelo controle e estoque e financeiro. Porém, Igor Santos enfatiza que esta estrutura não é satisfatória e  que é preciso o auxílio de outro profissional para agilizar a aquisição de insumos, já que a falta de medicamentos é constante tema de questionamento por parte dos próprios vereadores.

Uma reforma administrativa foi aprovada no final do ano passado e criou mais 114 cargos comissionados para a prefeitura de Paracatu, passando de 202 para 316. Além disso, o executivo municipal anunciou na semana passada a reabertura do edital do concurso público, que foi suspenso por causa da pandemia, com criação de mais 331 cargos efetivos nas áreas Administrativa, Educação, Operacional e também da saúde. A oferta salarial varia de R$ 1.045 a R$ 3.983,54 e as inscrições começam em dia 11 de agosto com data prevista para aplicação das provas em 30 de outubro deste ano. 

Não ficou claro quantos e quais cargos pretende-se criar neste novo departamento da Saúde.  O presidente Manoel Alves disse que acolheria o projeto, mas negou o pedido de urgência por achar que a matéria precisa ser melhor estudada por se tratar de uma lei complementar.





Fonte: FM Repórter
*Permitido compartilhamento e ou cópia desde preservada a fonte (LEI Nº 9.610/98)
____________________________________________
news blog comunica not reporter a midiadigital noroestemineiro facebook youtube tradutor google hotmail mercado livre whatsapp gmail globo uol google tradutor previsão do tempo olx traduzir netflix yahoo messenger jogos instagram whatsapp web g1 outlook clima minecraft bol covid19 coronavirus pandemia paracatu

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti