28 jan 13h34

Criança de 2 anos é encontrada morta ao lado da mãe que tentou suicídio

Nessa quinta-feira (27/01), em Brasilândia de Minas, a Polícia Militar recebeu informações que uma mulher havia tentado suicídio e que a filha da mulher foi encontrada sem vida no local.

Imediatamente a equipe policial compareceu ao local, juntamente com a ambulância do Pronto Atendimento de Brasilândia de Minas. No local os policiais deparam com o marido da mulher tentando socorrê-la.

A equipe médica assumiu o socorro da mãe e também deslocou até o quarto para realizar o atendimento da criança de 02 anos, sendo constatado o seu óbito no local. Após a constatação, o local foi isolado e a perícia acionada. A mulher foi encaminhada para o Pronto Atendimento da cidade e encontra-se estável.

Segundo os médicos, a mulher ingeriu vários medicamentos e passou por uma intervenção médica, mas necessitava ser transferida para a cidade de Patos de Minas. Os médicos aguardam uma vaga para realizar a transferência.

Em conversa com a irmã da mulher, ela relatou que sua irmã vinha sofrendo depressão, tendo em vista a dificuldade de criar a criança, que possui necessidades especiais e demanda um cuidado específico. Segundo a irmã, ela era uma boa mãe e a criança era a vida dela e não acredita que a mãe tenha tentado contra a vida da filha.

O marido da mulher disse que, ao chegar do trabalho, por volta de 08:00, percebeu que esposa não havia levantado e, usando uma pedra, quebrou a janela do quarto, pois a porta estava trancada. Após quebrar a janela ele percebeu que sua filha já estava morta e sua esposa ainda estava respirando, foi quando ele iniciou o socorro e acionou a polícia militar juntamente com a ambulância. O senhor Edmar disse que sua esposa passava por um momento de depressão.

No local dos fatos, os policias notaram que haviam várias caixas de remédio jogadas pela cama, pelo chão e em uma estante no quarto. Após os trabalhos periciais, todo o material foi apreendido e recolhido pela perita para análise. Alguns medicamentos foram levados pelo marido no momento do socorro para que os médicos pudessem detectar o que a autora havia ingerido para melhor medicá-la.

A perícia não pode confirmar a causa da morte da criança e que ela pode ter falecido entre 6 a 8 horas após a chegada no local. Será necessário um exame de necropsia para verificar a verdadeira causa da morte, não foram encontrados no corpo da criança vestígios visíveis de violência.






Fonte: PMMG


*Permitido compartilhamento e ou cópia desde preservada a fonte (LEI Nº 9.610/98)
____________________________________________
news blog comunica not reporter a midiadigital noroestemineiro facebook youtube tradutor google hotmail mercado livre whatsapp gmail globo uol google tradutor previsão do tempo olx traduzir netflix yahoo messenger jogos instagram whatsapp web g1 outlook clima minecraft bol covid19 coronavirus pandemia paracatu

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti