6 mar 07h57

O "câncer de Paracatu" continua poderoso e absoluto...

Tarcisio Barros
O câncer de Paracatu' continua poderoso e absoluto, dominando sem muito esforço, o povo eleito à barganha do capital por vidas


Não obstante aos recentes assassinatos ocorridos em Minas Gerais, produzidos pela Vale, o "Câncer de Paracatu" continua inabalável, em que pese os contínuos e recorrentes desabafos de muitos cidadãos, que como eu, não conseguem, com esses, sequer um insulto àqueles que representam o "capital" em Paracatu.

Mesmo assim, sabendo os nomes das mãos que seguram o chicote, deixo aqui minha indignação de Sacerdote, Profeta e Rei, e honrando meu batismo Cristão Católico, não posso me calar, enquanto o 'câncer de Paracatu', vigora exprobrando o inócuo.

Senão vejamos: 
Toda atividade oferece algum tipo de risco, não existe nesse mundo alguma atividade que se desenvolva sem o convívio com os riscos, e isso todo mundo sabe, mas o "câncer de Paracatu" convence a população (incluindo os poderes constituídos), refutando essa verdade à atividade que exerce em Paracatu.

O que ocorre nas empresas é tão somente a tentativa de minimizar esses riscos, mas o que está escandalosamente equivocado, é submeter pessoas que não se relacionam com essa empresa aos riscos que ela produz, portanto, eu e minha família, assim como outras milhares de pessoas e famílias, que sequer tem afeição a essa empresa, cuja atividade enriquece verdadeiramente outro país, não deveríamos estar expostos aos seus riscos... Quando se instalaram aqui, Paracatu já existia, mas a força do capital falou sempre mais alto, e desde então, não houve quem fosse suficientemente capaz, seja autoridade constituída ou não, de produzir algum enfrentamento significativo, que pelo menos fizesse abalar o império capitalista.

Hoje, confesso, se reunisse condições suficientes, seria mais um covarde a, de malas, deixar  Paracatu, mas pelo contrário, minha insuficiência exige minha denúncia, minha indignação cobra reiteradamente minha postura profética, denunciando a opressão dos ímpios.

Até quando vamos viver regidos pelo ouro....quantos ainda morrerão sob o silêncio das autoridades...quantos ainda se calarão sob a propina do favorecimento ou da ameaça...

O "câncer de Paracatu" manda nesse município, faz o que quer, quando e como quer... Não pronuncio nem escrevo seu nome, repudio a instituição mas rezo pelos homens cujas mãos assinam, não sendo médicos, o óbito de muitos irmãos inocentes.



Dc Tarcísio Barros
 

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti