26 fev 16h43

Marcos Oliveira reivindica agilidade na construção da Avenida no Alto do Açude

WebReporter
O Vereador Marcos Oliveira (PSDB), levantou a voz contra o Governo Condé de uma forma que poucas vezes vimos nos últimos anos no Legislativo e o motivo da revolta foi um compromisso assumido pelo Prefeito no ano de 2014 quando se reuniu com moradores do bairro Alto do Açude e regiões próximas que seriam beneficiadas com a construção de uma Avenida paralela a Rua Severiano Silva Neiva.
“-Já me empenhei, já cobrei diversas vezes, mas lamentavelmente nenhuma providência foi tomada pelo Governo. Até a assinatura do herdeiro do terreno autorizando a construção da Avenida no Bairro Alto do Açude, que posteriormente faria ligação com a Avenida Romualdo Ulhoa Tomba nós fizemos e mesmo assim a obra não foi feita,” afirmou Oliveira.
O Parlamentar afirmou que “a situação está insustentável” e convidou os Vereadores a passar pelas ruas do bairro em horários de pico.”
“Nós queremos mostrar pra população que fizemos tudo que era da nossa alçada e até mais, o que falta para aquela obra é boa vontade do Prefeito. É impensável que em pleno século XXI, em uma cidade que tem uma arrecadação diferenciada como a nossa, nós ainda temos uma rua que liga ao centro da cidade, com mais de um quilômetro, sem asfaltar,” Lamentou Marcos que finalizou a tribuna transferiu o desabafo que segundo ele “é um sentimento da população”.
“-Não podemos aceitar tanto descaso com a população. Esse governo que está mais para desgoverno do que governo. Não me cansarei de lutar por essa causa.” Finalizou Pastor Marcos.

Posicionamento da Prefeitura

Em resposta à demanda apresentada pelo Vereador, a Prefeitura, através de sua Assessoria de Imprensa, afirmou que "já foram enviados para a empresa responsável pelos projetos de drenagem, o pedido de ajuste  ao projeto de pavimentação. O mesmo ficará pronto em mais ou menos 60 dias e que o
 município, depende ainda,  que a Copasa coloque as redes de água e esgoto."

 

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti