18 dez 2018 15h40

Reflexões de Natal

Márcio José dos Santos
Desde que eu era criança, quando o Natal vai chegando, parece-me que existe algo diferente “no ar”. E não é pelos presentes, lá na minha casa, família de oito filhos, não havia presentes, mas havia uma alegria especial, enchendo o meu coração. Sim, às vésperas do Natal as pessoas sempre me pareceram mais alegres de alguma forma, mais aceitação, mais compreensão e também mais indulgência.
Todas essas coisas devemos colocar na vida. Primeiro, em nossa própria vida, depois na vida de outro. Quando se compreende as pessoas é porque já se compreendeu um pouco melhor. Mas, para a maioria de nós, é quase impossível dar a nós mesmos o que mais queremos receber: perdão, compaixão, tolerância, misericórdia, paz, aceitação e amor. No entanto, porque não somos totalmente cegos para o que é bom e digno no mundo, muitas vezes somos capazes de ver essas coisas nos outros.
Esse é o Espírito do Natal! Muitas vezes podemos ver a Divindade nos outros e mesmo a perfeição na imperfeição dos outros. E assim podemos dar aos outros perdão, compaixão, tolerância, misericórdia, paz, aceitação e amor. Saber que podemos contribuir no engrandecimento do todo ajuda a nos aceitarmos e também aceitarmos o outro e, a partir daí, agimos cheios de gratidão e confiança.
Então, o que é que nos acontece no final de dezembro que nos transforma em seres humanos incrivelmente calorosos? Aceitação, compreensão e indulgência – efeitos mágicos do Natal, impulsionados pela alegria. Para mim, Alegria pode ser o outro nome de Deus. Ela empodera as pessoas para alcançarem aquilo que elas desejam – o maior desejo... serem felizes.
Mesmo aqueles que professam outra fé que não a cristã ou que não professam fé alguma, ficam “contagiados”. Então, o efeito maravilhoso do Natal em grande parte da humanidade não é porque comemoramos o nascimento do Salvador, mas é porque ele traz aos nossos corações o desejo e a promessa que nos unem, e aos nossos pensamentos a única ideia que pode salvar a humanidade: Paz na Terra, aos homens de boa vontade!

Professor Márcio José dos Santos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti