10 jul 10h57

Produtores do Jambreiro encerram curso de cooperação neste sábado na Feira Livre

WebReporter
Neste sábado, 14 de julho, a partir de 9h, será realizado na Feira Livre de Paracatu – rua Romualdo Ulhôa Tomba, Centro - o encerramento do curso “Cultura de Cooperação: Unir para Crescer” promovido pelo Sebrae Minas com 28 famílias do Assentamento do Jambreiro, localizado a 70 quilômetros de Paracatu.
Os pequenos produtores rurais que já comercializam, aos sábados, em uma tenda na mesma feira e no comércio da cidade produtos como queijos, frango caipira, hortifrúti e biscoitos - todos de produção própria -, irão celebrar o encerramento da capacitação que teve início em 2017 e permitiu à comunidade instituir a Cooperativa Agroindustrial do Jambreiro (COOPAIJA), além de melhorar as condições de quem reside no local.
Segundo o gerente do Sebrae Minas na Regional Noroeste, Marcos Alves, o primeiro contato da instituição com os produtores se deu em 2015, quando iniciaram um diálogo sobre a necessidade de levar ao conhecimento deles noções de finanças e vendas, além da instituição de uma cooperativa. Mensalmente, uma consultora do Sebrae debatia com os produtores conteúdos como:
- Conceito de cooperação enquanto estratégia de negócio;
- Comportamentos cooperativos;
- Visão de futuro individual e coletivo;
- Desenho da rede de contatos: levantamento dos atores e as inter-relações entre eles;
- Identificação e análise da qualidade e dos gargalos da rede;
- Estruturação do grupo respeitando-se a fase em que este se encontra, mediação de conflitos e de interesses, visando a obtenção de resultados coletivos.
“Foi importante para os produtores entender as necessidades uns dos outros, criar a missão e visão da cooperativa, e identificar quais produtos seriam comercializados na cidade”, afirma o gerente. A partir de então, adquiriram a tenda na feira livre, na qual parte das vendas é repartida entre os cooperados e outra é destinada ao caixa da cooperativa. Também foi realizado, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o curso de produção de doces em pasta e compotas.
Os participantes ainda conseguiram, por meio da cooperativa, verba da prefeitura municipal de Paracatu para o plantio de arroz e, por meio da entidade Cáritas Diocesana, a assistência técnica para condução do plantio em 70 hectares. A parceria com o Sebrae Minas também permitiu criar a marca da cooperativa, embalagens para os produtos comercializados e uniforme. “Foi um trabalho gradativo de gestão e, sobretudo, da importância do trabalho em grupo para promover o crescimento de uma comunidade”, destaca Marcos Alves.
fullscreen

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti