5 jun 09h58

Operação contra aumento abusivo dos preços detém nove pessoas em Minas Gerais

WebReporter
Nesta segunda-feira (4), a Polícia Civil apresentou o balanço da operação “Preço Justo”, cujo objetivo era combater a prática de preços abusivos em todo o estado durante a paralisação dos caminhoneiros. A pesquisa foi feita do dia 24 de maio até o último domingo (3).
Durante a operação, foram investigadas denúncias de abusos em postos de combustíveis, depósitos de gás, mercados e lojas de alimentos. De acordo com a polícia, mais de 1,7 mil estabelecimentos foram fiscalizados durante a operação. Irregularidades foram encontradas em 13 dos locais. Oito pessoas foram conduzidas a delegacias por suspeita de vender produtos à preços muito acima dos de mercado, o que é considerado crime contra a economia popular.
Já em Paracatu, uma pessoa foi presa, em flagrante, por crime contra a ordem econômica. O suspeito estava estocando gasolina em casa e vendendo a R$15 por litro.
No caso de crime contra a economia popular, a pena varia de seis meses a dois anos. Já em crime contra a ordem econômica, a pena vai de um a cinco anos. Os suspeitos vão responder à processos.

Fonte: G1
* Imagem meramente ilustrativa.

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti