8 set 09h38

Comissão de Direitos Humanos da Câmara recebe denúncia de agressão Policial

Glauber César Rodrigues
O produtor rural Félix Lopes dos Reis Neto, ocupou a tribuna da Câmara na última segunda-feira (04/09) para denunciar o que ele classificou como “agressão policial e excessos durante uma ocorrência no Alto da Colina.”
Félix relatou que “houve um desentendimento entre seus dois filhos, que já havia sido sanada pelos policiais que atenderam preliminarmente, quando, segundo ele, “uma segunda guarnição da Polícia Militar chegou dando “cavalinho de pau” e com muita grosseria, 6 policiais espancaram seu filho por mais de 10 minutos enquanto outros 4 policiais apontavam as armas para o jovem.”
Ainda segundo Félix, no momento da ocorrência, “haviam apenas 8 mulheres, 4 crianças e 3 homens na rua e os policiais jogaram spray de pimenta, gás lacrimogêneo e todas as pessoas inalaram, inclusive meu neto, uma criança de colo.”
“-Quando eu pedi para que o Policial não fizesse aquilo ele tentou me agredir e quando eu pedi para filmarem a ocorrência ele atirou na minha perna e depois atirou no meu filho que já estava dominado dentro da viatura,” denunciou Félix.
O Vereador João Batista (PHS), confirmou as informações narradas por Félix e disse que acompanhou a ocorrência durante toda a madrugada.
A pedido do Vereador Ragos Oliveira (PT), o Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Vereador Gilsão do Paracatuzinho (PRTB), recebeu as denúncias e assumiu os trabalhos e disse que irá “procurar o comandante da PM para esclarecer os fatos.”  “-É lamentável ouvir um relato como esse envolvendo um Policial Militar, mas nós vamos buscar mais informações,” garantiu Gilsão.

Nossa reportagem fez contato durante a semana com a Assessoria de Comunicação da Polícia Militar e recebemos a informação de que até aquele momento a PM não havia recebido nenhuma denúncia formal.
fullscreen

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti