26 mar 2010 15h54

Paracatu receberá Cavaleiros da Cultura

WebReporter
Educadores da rede municipal participaram, nos dias 23 e 24 de março, de um curso sobre a leitura, letramento e alfabetização. As oficinas foram coordenas pelo consultor Eliel Carvalho, da Editora Panhus (Santo André – SP). A atividade pedagógica fez parte das ações dos Cavaleiros da Cultura na viagem rumo à Brasília para as comemorações do dia 21 de abril.

A Prefeitura de Paracatu está organizando uma recepção para o grupo de cavaleiros que na sua visita doarão mil livros à biblioteca pública e kits de literatura aos alunos das escolas Coraci Meireles e Bezerra de Menezes. Estão acontecendo diversas atividades escolares sobre a construção de Brasília, vida de JK e Niemeyer, concurso de desenhos, frases e redações premiadas.

A chegada dos cavaleiros será às 9hs do dia 05 de abril com concentração de estudantes em frente a prefeitura. Todas as secretarias municipais estão mobilizadas para a organização do evento que revive a epopéia da criação da Capital da Esperança e a marcha dos pioneiros rumo ao leste do Brasil.

Saiba mais sobre os Cavaleiros da Cultura

A Cidade Administrativa foi o ponto de largada da Cavalgada Cultural Brasília 50 Anos nesta sexta-feira (19), em Belo Horizonte. Em território mineiro, o projeto resgata parte da história de “Grande Sertão: Veredas”, do escritor Guimarães Rosa. A solenidade para partida contou com a participação de mil crianças de escolas municipais e estaduais de Minas Gerais. A iniciativa conta com o apoio do Governo de Minas, Prefeitura de Belo Horizonte e empresas da iniciativa privada.

Os Cavaleiros da Cultura iniciaram uma jornada que percorre 850 km entre Minas Gerais e Brasília. O objetivo é estimular o hábito da leitura em cidades de Minas Gerais, Goiás e o Distrito Federal, por meio de doação de livros. A expectativa é que sejam percorridas 21 localidades em 30 dias de viagem. A meta é beneficiar 20 mil crianças e adolescentes das localidades percorridas

O aniversário será em 21 de abril, mas eles já saíram rumo à Brasília para comemorar os 50 anos da cidade projetada pelo mestre Oscar Niemeyer. E o ponto de partida não podia ser mais significativo: a mais recente obra do arquiteto, a Cidade Administrativa Tancredo Neves, no Bairro Serra Verde, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Na sexta-feira, 22 pessoas do grupo Cavaleiros da Cultura subiram no cavalo para percorrer 850 quilômetros até a capital do Brasil, em aproximadamente 30 dias.

Na bagagem, eles levam 120 mil livros para doar a jovens e crianças das cidades nas quais passarão. “Vamos repetir o caminho que nosso grande escritor Guimarães Rosa descreveu em Grande Sertão: Veredas. Além do tributo à Brasília, o projeto tem o desafio de incentivar a leitura. Queremos levar o livro onde ele não chega”, diz o líder dos cavaleiros, Carlos Oscar Niemeyer, neto do arquiteto. Em solenidade, na sede do governo de Minas, na manhã de sexta-feira, eles presentearam cerca de 1 mil alunos de cinco escolas públicas com um pacote de seis livros, em parceria com a Paulus Editora.

A estudante Jéssica Karoline Rodrigues, de 17 anos, do 3º ano da Escola Estadual Coronel Manoel Soares do Couto, do Bairro Minascaixa, na Região de Venda Nova, despediu-se dos cavaleiros contando um pouco da história de Brasília. “O objetivo da construção era mudar a capital para o centro do país, povoar o interior e levar o progresso Brasil adentro. Hoje, é uma cidade única. Na sala de aula, ficamos encantados com as linhas do Niemeyer. Fizemos também um trabalho com as obras do mestre em BH”, conta.

A meta é beneficiar 20 mil jovens de 21 cidades do interior de Minas, Goiás e Distrito Federal. Enquanto os livros são transportados em caminhão, os 22 cavaleiros se revezam em dois cavalos, para não desgastá-los no longo percurso. “Escolhemos partir da Cidade Administrativa para ligar duas grandes obras do meu avô”, explica Carlos Oscar. Acompanham a comitiva tratadores, cozinheiro e motoristas.

O relevo e paisagens narrados por Guimarães Rosa embelezarão a viagem dos cavaleiros. Eles percorrerão pelo cerrado, com os buritis e árvores retorcidas. Em algumas cidades, o grupo passará a noite em pousadas. Já em outras, terão de acampar, como em Buritizinho, região próxima a Cordisburgo, cidade natal de Rosa. Os Cavaleiros da Cultura pretendem chegar em Brasília, em 17 de abril, quatro dias antes do aniversário.

Fonte: Estado de Minas e Arquivo do Paracatu.Net
fullscreen

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti