1 dez 2016 10h58

Deputado Eros Biondini diz que trabalho do MP contra a corrupção foi desfigurado

WebReporter
O deputado federal Eros Biondini (PROS), criticou duramente as alterações no projeto de lei das 10 Medidas Contra a Corrupção, aprovado pelos parlamentares na madrugada desta quarta-feira (30/11).
Como membro da comissão especial criada para analisar as propostas, o parlamentar mineiro, que tem uma expressiva atuação em Paracatu e no Noroeste de Minas, disse ter participado de todo o debate e acompanhado a discussão da população em torno das medidas, fato que levou a defendê-las e bater de frente com o governo e com os líderes de blocos e os chamados  “partidos grandes”.
“-Essas mudanças jogam todo o trabalho do Ministério Público e o nosso aqui nas comissões, por água abaixo,” afirmou Biondini, que lembrou em plenário, que “dois milhões de brasileiros assinaram o projeto de iniciativa popular entregue pelos procuradores federais no Congresso Nacional.”
O projeto aprovado na Câmara dos Deputados foi um dos assuntos mais comentados na internet e ganhou mais força após a ameaça dos procuradores de renunciarem à força tarefa das investigações da Lava Jato.  Os procuradores acusam os deputados de terem desfigurado o projeto original. Uma das propostas mais polêmicas foi a que pune juízes e membros do Ministério Público Federal por abuso de autoridade.
Biondini se manifestou contra “qualquer alteração no texto original” e segundo ele, principalmente a emenda polêmica que lista as situações em que juízes e promotores poderão ser processados, com penas de seis meses a dois anos de reclusão.
 “-Na responsabilidade de que acompanhou o nascedouro das dez medidas contra a corrupção, que acompanhou o debate na população e viu chegar aqui os milhões de assinaturas nesse projeto de iniciativa popular. Com a responsabilidade de alguém que estava na sala da presidência quando foi decidida a abertura da Comissão e com a responsabilidade de quem foi membro da comissão eu quero dizer que: Se depois de nós elogiarmos, de lutarmos por elas, de debatermos exaustivamente as medidas nós votarmos modificações, nós estamos jogando tudo por água abaixo.”  Reforçou.
 

Por: Glauber César
Com informações da Assessoria de Comunicação

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti