12 jan 2010 14h46

Duas mortes por gripe suína a menos de 200 km de Paracatu

WebReporter
Abadia dos Dourados suspende eventos para evitar contaminações

A Prefeitura de Abadia dos Dourados, a 502 quilômetros de Belo Horizonte, no Alto Paranaíba, suspendeu eventos públicos na cidade para evitar a concentração de pessoas, e a consequente facilidade de transmissão de vírus, depois da confirmação de duas mortes provocadas pela gripe suína. Desde junho do ano passado, a doença já matou 145 pessoas no Estado, sendo 18 no Triângulo Mineiro.

Com 6.700 habitantes, a notícia deixou a população em pânico. “Temos duas unidades de saúde que estão ficando lotadas. A qualquer tosse, a pessoa corre para ser atendida com medo de ser a gripe suína”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Ubaldo Júnior de Oliveira.

As mortes em Abadia dos Dourados aconteceram no dia 26 de dezembro, mas a confirmação de que a causa foi a gripe suína só ocorreu nesta semana. Entre as vítimas está um homem de 34 anos e uma mulher de 48 anos, que chegaram a ser internados em Uberlândia, no Triângulo, onde nove pessoas morreram vítimas da doença.

“O nosso maior desafio é investigar onde as pessoas que morreram em Abadia dos Dourados contraíram a doença. A gripe suína é uma doença mais comum no Inverno, mas fomos surpreendidos com as mortes”, alertou o secretário. Para evitar o aumento de casos de gripe suína, a Prefeitura de Abadia dos Dourados colocou carros de som nas ruas dando dicas para a população sobre as formas de se evitar o contágio do vírus Influenza A.

Uma das principais orientações é lavar sempre as mãos, evitar ambientes fechados e procurar o médico quando surgir febre alta, dor no peito e desânimo. Mensagens com estas orientações também estão sendo divulgadas pelas emissoras de rádio na cidade.

O secretário Ubaldo Júnior afirma que uma das preocupações é a falta de leitos de CTI no Triângulo Mineiro. Segundo ele, a Santa Casa da cidade não conta com unidade de tratamento intensivo, exigindo da prefeitura a transferência de pacientes para Uberlândia, a 140 quilômetros de Abadia dos Dourados.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, das 145 pessoas que morreram vítimas da gripe suína em Minas, 79 eram mulheres, 54,5% do total, e 66 homens, o que representa 45,5% das mortes confirmadas em laboratório.

Em Minas, foram 1.405 confirmações de gripe suína desde junho do ano passado, quando a doença começou a ser monitorada. As pessoas que têm entre 20 a 39 anos são as mais atingidas pela doença, 41,3% do total de confirmações. Nesta faixa etária foram 580 confirmações.

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Felipe Caram, lembra que o frio foi embora, e a temperatura aumentou com a chegada do Verão, mas isso não quer dizer o vírus da gripe suína tenha deixado de circular em dias mais quentes.

“De modo geral, os resultados de nosso trabalho em 2009 foram satisfatórios. Agora, precisamos analisar onde erramos e nos prepararmos para uma possível volta da crise em 2010. A vigilância permanece”, finalizou Caram.

Fonte: O Tempo
fullscreen

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti