15 abr 2015 14h36

Aécio Neves + Anastasia + Pimentel + Toninho Andrade + PT + PSDB + PMDB = farinha do mesmo saco?

Florival Ferreira
         Numa verdadeira aula de democracia aos demais frouxos e “podres poderes”, não importa se municipais, estaduais ou federais, os vereadores de Paracatu, embora esta não seja essa a sua atribuição constitucional, estão fazendo bonito. Eles, fiéis aos princípios da boa representatividade e da Teoria Geral do Estado, interpretaram a vontade do povo e decidiram: vão “comprar a briga” contra a injustificável onda de violência e de homicídios que voltou a enxovalhar imagem da cidade e seu povo.

          
No passado recente, o Governo de Minas era comandado pelo PSDB. O então governador Aécio Neves, e depois o seu sucessor, Augusto Anastasia, com olho pequeno na realidade mineira e olho grande e interesseiro na Presidência da República, propagandearam discutíveis feitos extraordinários na área de segurança pública.  Feitos que a propaganda oficial alardeava, mas a prática desmentia. Enquanto isso, assombrada, Paracatu chegou a registrar, só em 2013, assombrosos e nunca dantes imaginados 63 homicídios (fora as várias tentativas) – quantidade absurda para uma cidade de apenas 90 mil habitantes, superior à média de Minas, do Brasil e do mundo. Sua imagem secular, construída a duras penas,  “foi pro saco, pro beleléu”...

          
Como a verdade pegava muito mal, eleitoralmente e junto à hoje esquecida mídia, especialmente para o ex-governador Aécio Neves, do PSDB, postulante à Presidência da República, e o então governador Anastasia, futuro candidato a senador, a polícia estadual passou a fazer o que não fizera antes. Era ano eleitoral e, coincidentemente, o clamor popular por intervenção de forças federais, por causa disso, foi dissuadido.  E – milagre! mistério! -, o índice de homicídios em Paracatu despencou vertiginosamente... Os bandidos ficaram bonzinhos de repente e não mais que de repente?

          
Agora - novo governo, novos tempos -, matar gente em Paracatu, depois de relativa calmaria, virou brincadeira... de novo! A cidade, que ostentou o título de Atenas Mineira, que foi oásis cultural no antes inóspito Noroeste de Minas Gerais, voltou a ser vítima da bandidagem e de um governo estadual frouxo e omisso, com a sua segurança pública frouxa, apesar de o seu vice-governador, Antônio Andrade, do PMDB, sempre ter contado com o município como a sua principal base eleitoral.  A população, que vive atemorizada e à mercê dos bandidos, começa a indagar: valeu a pena? Não teremos nós, incautos eleitores, apenas trocado seis por meia dúzia?

 
          A Câmara, apesar do  seu reduzido poder de fogo, promete ir à luta. Pelo menos ela...

 
Do Toco do Pecado – Comentários de Florival Ferreira

 

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti