3 fev 2014 23h25Atualizado em 3 fev 2014 23h32

Câmara retorna aos trabalhos e o assunto continua sendo a segurança pública e a possível "Força Tarefa"

WebReporter
Na primeira tribuna de 2014, o Vereador Joãozinho Chapuleta (SDD), falou sobre o que ele definiu como “caos que vive” a segurança do município de Paracatu, aos mesmo tempo em que defendeu os vereadores, que segundo ele, “não tem poder pra fazer nada.”

“-Nós não temos o poder de prender, não temos o poder de investigar, o que nós temos que fazer é mas temos o dever de falar em nome do povo que nos elegeu.” Explicou Joãozinho que relatou os resultados obtidos.

“-Nós fomos mostrar a omissão do estado com o município de Paracatu, mostrar quem somos nós e falar da situação de omissão do Comandante da Polícia Militar, do Delegado de Polícia Civil e todos os vereadores tiveram a oportunidade de falar para o Governador sobre a situação da segurança de Paracatu.” Relatou Joãozinho que finalizou falando do pedido dos vereadores que segundo ele, será atendido em breve.

“-O Governador prometeu pra nós que vai mandar pra Paracatu uma força tarefa.” Afirmou Chapuleta.

O Presidente da casa, Professor Glewton de Sá (PROS) comentou a tribuna, deixando um crítica no ar. “-Eu fiquei espantado quando vi numa reportagem que o Mapa da Violência classificava como cidade violenta, cidade com 21 assassinatos para cada 100 mil habitantes, então o que sobra pra nós?”  indagou o parlamentar que ainda lembrou os números da violência.

“-Terminamos o mês de janeiro com 9 homicídios consumados e mais de 30 tentados e por isso esperamos que o Governador deixe de picuinhas com o município de Paracatu, diferenças com o Prefeito  e faça alguma coisa de concreto, mas eu deixo registrado aqui que, eu quero o melhor pra cidade, mas, eu duvido que venha uma Força tarefa pra nossa cidade.” Finalizou Glewton.

Foi apresentado um vídeo com uma entrevista com o Governador na ocasião da visita dos Vereadores. Em sua fala, o Governador Anastasia afirma que haverá uma ação imediata da Polícia. “-Nos próximos dias, serão intensificadas as operações policiais em Paracatu e eu tenho certeza de que estas ações irão refletir na redução da criminalidade.”  Afirmou.

O Cabo Camilo (PDT), em sua fala, atacou o judiciário e defendeu a reformulação do código penal. “-Eu conheço um menor e vi uma situação que ele foi preso 5 vezes em um único. É uma vergonha esta lei, que faz crescer e a criminalidade, que já está grande em Paracatu.” Disse.

O Vereador Juscelino Carteiro (PHS) também se posicionou sobre o assunto. “-Infelizmente vemos uma omissão plena da Polícia Militar e da Polícia Civil que apresentou uma estatística mascarada como se a situação estivesse normal.” Disse Carteiro.

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti