6 nov 2009 00h10

Antônio Andrade e Hélio Costa encontram com lideranças do PMDB no Sul de Minas

WebReporter
O ministro das Comunicações - e preferido por mais de 70% do sul de Minas para o governo do Estado - Hélio Costa, esteve em Pouso Alegre dia 31 de outubro, acompanhado do candidato à presidência do PMDB estadual, deputado federal Antônio Andrade. Eles se reuniram com cerca de quinhentas lideranças da região.

Costa confirmou que trabalha para ser candidato ao governo de Minas, mas disse que não está disposto a fazer qualquer negócio para viabilizar seu nome. Para o senador, é essencial que o presidente eleito pelo PMDB de Minas seja um aliado. Ele citou como exemplo o caso do ex-presidente Itamar Franco, que apesar de estar com 40% das intenções de votos nas pesquisas de opinião da época, não teve legenda para ser o candidato a governador pelo PMDB.

Segundo Costa, Antônio Andrade tem uma história dentro do partido e a representatividade necessária para unir os peemedebistas mineiros. “Temos uma grande batalha pela frente e precisamos do PMDB unido, com uma liderança forte em Minas, que tenha posição determinante em Brasília e como meta, a união dos peemedebistas para a construção de um partido novo no estado, respeitado e moderno”, ressaltou o ministro. Para ele, essa liderança é Antônio Andrade.

Engenheiro, Andrade é também produtor rural, foi prefeito de Vazante, deputado estadual por três legislaturas e é deputado federal, sempre pelo PMDB. Na Câmara dos Deputados faz parte das comissões de Orçamento, Desenvolvimento Econômico Indústria e Comércio, Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, e CPI Tarifas de Energia Elétrica. Por sua iniciativa, foi instalada no Congresso Nacional, em julho deste ano, a Frente Parlamentar da Cadeia Produtiva do Leite, da qual é presidente. Também foi responsável pela alteração no programa habitacional do governo federal “Minha Casa Minha Vida”, que passou a beneficiar, também, municípios com menos de cem mil habitantes.

De acordo com Hélio Costa, “Antonio Andrade tem equilíbrio e moderação para compor com outros partidos visando uma ampla aliança em torno de um projeto de governabilidade para Minas Gerais”. O ministro deixou claro que não garante sua candidatura ao governo do Estado caso outro grupo consiga a direção do partido. Andrade disputa a presidência do PMDB mineiro com o deputado estadual Adalclever Lopes, ligado ao grupo do ex-governador de Minas Newton Cardoso.

Antônio Andrade disse que apesar dos esforços empreendidos pelos líderes na busca do consenso, a disputa pelo comando do diretório será decidida por meio do voto democrático. A eleição será no dia 13 de dezembro. Em Minas, o PMDB tem mais de mil delegados que escolherão o novo diretório estadual. “Queríamos o partido unido em busca da conquista do Palácio da Liberdade em 2010, mas não foi possível”, lamentou Andrade. “Vamos conquistar nosso objetivo que é ampliar nossas bancadas, estadual e federal, e fazer do ministro, o governador de Minas Gerais”, discursou entusiasmado.

Como ministro das Comunicações, Hélio Costa completou quatro anos à frente do Ministério. Em sua gestão houve a expansão da internet e da telefonia celular e a implantação de grandes projetos como a TV Digital, os telecentros comunitários e o Programa Banda Larga nas Escolas - considerado o maior programa de inclusão digital na América Latina.

Um dos tópicos de seu discurso foi exatamente o sul de Minas que chamou de “coração da indústria eletro-eletrônica de Minas e do Brasil”. Costa salientou que Itajubá e Santa Rita do Sapucaí estão aumentando as áreas físicas de suas empresas de tecnologia de ponta e o número de funcionários. Hélio Costa contou ainda que tinha acabado de chegar da Venezuela com o presidente Lula, onde foi tratar da adoção do sistema nipo-brasileiro de TV Digital por aquele país.

“Já temos quatro países adotando nosso sistema de TV Digital”, ressaltou o ministro, “Argentina e Peru já o adotaram. Chile e Cuba também vão aderir ao nosso padrão até dezembro. E agora, estamos iniciando as negociações com a Venezuela. Isso, em médio prazo, beneficiará o sul de Minas, pois pode, a partir de Santa Rita do Sapucaí e Itajubá, transformar a região inteira em pólo continental do eletro-eletrônico”. Para o ministro Hélio Costa, dos cerca de nove bilhões de reais que serão investidos nos próximos anos nos equipamentos para a TV Digital, grande parte poderá ser injetado em empresas do sul de Minas.

Assim como Pouso Alegre, outras cidades do sul de Minas tiveram suas Executivas destituídas - trocadas por comissões provisórias. Sobre isso, Costa disse que “questões intrapartidárias se decidem no voto, a maioria escolhe e fica com o poder”, por isso vai fazer gestões para que tanto Pouso Alegre como as outras cidades que passaram a ter comissões provisórias, possam escolher seus representantes.

Além de prefeitos e vereadores da região, estiveram presentes, dentre outros, o diretor dos Correios em Minas, Fernando Miranda; o diretor do “Luz para Todos”, Sinval Ladeira e o deputado Estadual Ivair Nogueira.

O atual presidente do PMDB em Pouso Alegre, deputado Federal Marcos Lima, não participou do encontro. Apesar de ter o domicílio eleitoral em Pouso Alegre, conforme informação de seu assessor, Valdir Teixeira, Marcos Lima encontra-se em recuperação de uma cirurgia em cidade próxima à sua terra: Itaúna.
Fonte: Reportagem de Rosy Pantaleão
Fotos: Claudinei Braz/JD e Erika Pantaleão
fullscreen

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti