14 out 2009 13h08

Alunos expõem na Jornada Mineira do Patrimônio Cultural

Com objetivo de promover o patrimônio cultural de Minas Gerais, o evento chega a sua etapa final com uma brilhante exposição produzida pelos alunos e professores dos 4º e 5º anos das escolas Dom Serafim, Colégio Equipe (Objetivo), Colégio Atenas, Temístocles Rocha, Afonso Arinos e Colégio Soma, sobre o papel do Arquivo Público de Paracatu para com a comunidade.

O trabalho da criançada destaca-se pelo fato de representar sob a forma de maquetes e portfólios o que foi vivenciado durante as visitas ao acervo do Arquivo Público em setembro, ou seja, a preservação da memória do município, a prestação de excelentes serviços ao cidadão que busca por informações que lhes são de direito ou que lhes servem à produção de pesquisas histórico-sociais, o atendimento ao Fórum e à Prefeitura, os procedimentos de consulta, higienização, restauração, catalogação e digitalização, e a sistematização das informações sobre os documentos.

Além de materializar muito bem o que foi transmitido durante as visitas guiadas e as palestras realizadas por profissionais, os estudantes enriqueceram o conteúdo exposto com seus relatos e comentários sobre a importância da instituição arquivística para toda a população e particularmente para eles: “eu gostei de conhecer o Arquivo Público e achei interessante como eles liam aqueles papéis. Eu nunca entenderia aquela letra. Também achei importante os equipamentos de segurança usados”, disse Sávio Márcio. “O que eu achei mais interessante foram os documentos antigos, com mais de 100 anos, as fotos antigas da Igreja da Matriz e do Jóquei Clube, os jornais encadernados, a foto de Olímpio Michael Gonzaga, as luminárias antigas, o livro onde as pessoas entrevistadas falavam a respeito de Paracatu", afirmou Raissa Stephany. “Na visita ao Arquivo Público eu gostei de encontrar documentos com o nome do meu bisavô Benjamim Carneiro. Gostei das revistas O Cruzeiro, do mapa do Brasil antigo e da maneira como se escrevia Belo Horizonte (Bello Horizonte)”, enfatizou Rodrigo Carneiro.

A exposição pode ser vista diariamente das 8h00 às 18h00 no Museu Histórico Municipal de Paracatu, na Rua Dr. Seabra, Centro. A entrada é franca, o telefone para contato é (38)3671-6237 e o site para outras informações é:paracatumemoria.nomemix.com

Texto e fotos: Arquivista Carlos Lima DRT-BA 170

fullscreen

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti