30 mai 2012 00h42

Graça Jales faz coro pela reforma do Museu Histórico em reunião na Câmara

WebReporter
Divulgada largamente pela imprensa estadual, a queixa acerca do estado caótica do Museu Histórico Municipal Pedro Salazar Moscoso da Veiga voltou a ser pauta na Câmara Municipal de Paracatu. Na noite de ontem, 28, a vereadora Graça Jales (PSB) fez novamente uso da tribuna para clamar por ações imediatas quanto à reforma do casarão, que já chegou a ser anunciada pela prefeitura.

Com cerca de 20.000 visitas por ano, o museu tem paredes sem reboco, piso de madeira danifico e até goteiras, que contrastam seu rico acervo e acabam por agravar a situação do casarão erguido em 1903 para sediar o mercado municipal. Apesar de Paracatu ter sido tombada como patrimônio nacional pelo IPHAN, visitantes que chegam ao local lamentam o estado do interior do imóvel que parece abandonado pelos órgãos competentes. "A primeira coisa a se fazer quando se vai receber visitas, é arrumar a casa. Imagine então um museu, espaço onde se guarda lembranças de várias gerações", ponderou a parlamentar.

Foi lembrado, porém, que a prefeitura prometeu liberar verba de R$ 400.000,00 para a reforma por meio de emenda parlamentar. Segundo informado, o projeto arquitetônico já foi contratado, mas, como 2012 é ano eleitoral, dificilmente algo se desenrolará. O desinteresse, porém, parece partir até mesmo dos lugares menos imaginados. Enquanto a vereadora Graça Jales usava a tribuna e denunciava o caos da construção através de imagens, um de seus colegas de casa, representante direto do povo, conversava distraída e paralelamente, já fora do Plenário Vereadora Luíza Rocha, provando que, em ano eleitoral, é mesmo difícil se pensar em outra coisa que não eleição.

fullscreen

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti