22 nov 2010 14h56

Acometida por câncer de Mama, senhora paracatuense tem direitos negados

WebReporter
Com 47 anos de idade e marcas de uma vida sofrida, há alguns meses a senhora Solange Luiz Pereira – a Dona Solange – enfrenta um problema pelo qual nunca imaginou que iria passar. Diagnosticada com um grave tipo de câncer de mama, Dona Solange agora enfrenta ardilosas sessões de quimioterapia, realizadas desde julho deste ano no Hospital de Clinicas de Uberlândia na tentativa de conter o rápido avanço do câncer, que é agressivo e toma suas duas mamas.

Não bastasse todo este sofrimento, Dona Solange enfrenta sérios problemas financeiros. Ex-moradora de residência rural, aonde permanecia “de favor” junto ao seu esposo e seus três filhos, Dona Solange se viu forçada a abandonar o campo e o trabalho devido ao avançado estado da doença. Atualmente, a pobre senhora vive junto de sua irmã, Tereza Silva, no Bairro Nossa Senhora de Fátima.

As marcas da agressividade da doença são visíveis: Solange não consegue mais trabalhar, não tem força pra falar com firmeza e apresenta em seus seios grandes tumores, que saltam pela pele juntamente com manchas negras e feridas expostas.

Lutando por seus direitos e munida dos documentos e laudos médicos necessários, Solange, juntamente com suas irmãs – estas também guerreiras, que não medem esforços para ajudar -, está tentando conseguir o benefício do INSS, já que não mais consegue trabalhar. Negando os seus direitos, os funcionários do INSS informaram que nem todas as doenças atrapalham o trabalhador de exercer suas funções normais do dia-a-dia. Nem mesmo o Bolsa Família ela conseguiu receber.

Tereza Silva, irmã de Solange, informou que continuará a lutar por sua irmã, e que qualquer ajuda é bem-vinda. “Espero a ajuda das pessoas que têm bom coração (...) tenho fé que iremos receber a ajuda que estamos precisando”.
Interessados em colaborar deverão procurar os seguintes endereços:
Rua Fábio Ciência, 437, Bairro Nossa Senhora de Fátima.
Rua Lúcio Batista, 28, Bairro Paracatuzinho.

O câncer de mama ocorre quando as células deste órgão passam a se dividir e se reproduzir muito rápido e de forma desordenada. A maioria dos cânceres de mama acomete as células dos ductos das mamas. Por isso, o câncer de mama mais comum se chama Carcinoma Ductal. Ele pode ser in situ, quando não passa das primeiras camadas de célula destes ductos, ou invasor, quando invade os tecidos em volta. Os cânceres que começam nos lóbulos da mama são chamados de Carcinoma Lobular e são menos comuns que o primeiro. Este tipo de câncer muito freqüentemente acomete as duas mamas. O Carcinoma Inflamatório de mama é um câncer mais raro e normalmente se apresenta de forma agressiva, comprometendo toda a mama, deixando-a vermelha, inchada e quente (este foi o que atingiu a dona Solange).

Apoio: FM Repórter

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti