25 set 2010 20h35

Pesquisa mostra intenção de votos para Deputado Federal e Estadual em Minas

WebReporter
Faltando 10 dias para as eleições, a ansiedade domina campanhas, comitês e candidatos. Situação especialmente angustiante para os que disputam as eleições proporcionais. O problema é que faltam pesquisas de intenção de votos disponíveis para os candidatos a deputado estadual e federal. Situação que decorre, em parte, da falta de conhecimento dos candidatos sobre a legislação eleitoral. De fato, o art. 33 da Lei nº 9.504/97, determina que os portais da Justiça Eleitoral disponibilizem as informações das pesquisas de opinião pública relativas às eleições ou aos candidatos, quando realizadas para conhecimento público, ou seja, quando forem registradas no TRE.

Os dados publicados são fornecidos, integralmente, pelas entidades e empresas que as realizam. Nesse contexto, os tribunais regionais eleitorais não realizam qualquer análise qualitativa, deferem ou homologam o teor, método ou resultado das pesquisas. O objetivo da regra é somente um: dar publicidade às informações prestadas e, com isso, permitir a ação fiscalizadora das agremiações político-partidárias e do Ministério Público Eleitoral para evitar a manipulação de dados e sua conseqüente utilização para favorecer ou prejudicar determinados candidatos.

Apenas no TER-MG foram registradas 31 pesquisas de intenção de voto para deputados estadual e federal entre 12 de agosto e 17 de setembro e os candidatos podem ter acesso a estes dados, bastando para isto requerer formalmente os dados ao Tribunal.

Entre estas últimas pesquisas, a que todos os candidatos queriam ter acesso é a que está em mãos do ex-secretário de Governo Danilo de Castro, que é um verdadeiro mapa com as intenções de voto para deputado estadual e federal. Como em política nada fica em segredo por muito tempo, comenta-se nos bastidores, inclusive com informações colhidas junto aos poucos privilegiados que tiveram acesso a estes dados, que alguns candidatos já podem ir ao alfaiate encomendar o terno da posse. Assim, e apenas para fornecer mais lenha para a fogueira dos debates informais que aquecem esta reta final da campanha, que os principais os favoritos seriam:

DEPUTADO ESTADUAL:

Dinis Pinheiro, deputado estadual no 3º mandato e primeiro secretário da Assembleia Legislativa;

Dilzon Melo, ex-prefeito de Varginha, deputado estadual e ex-secretário de estado Desenvolvimento Urbano no Governo Aécio;

Arlen Santiago, deputado estadual;

Marques, ex-jogador do Atlético MG;

Braulio Braz, deputado estadual e grande empresário no segmento de revenda de veículos;

Gustavo Correa, deputado estadual e ex-secretário de Estado dos Esportes e da Juventude no Governo Aécio;

Rômulo Veneroso, deputado estadual;

Gustavo Perrela, filho do presidente do Cruzeiro Zezé Perrela;

Luiz Henrique, marido de Helbe Brandão, deputada estadual e secretária de Desenvolvimento dos Vales do Rio Doce, Mucuri e Jequitinhonha no Governo Aécio, que decidiu encerrar a carreira política;

Mauri Torres, ex-presidente da Assembleia Legislativa e deputado estadual;

Zé Maia, deputado estadual;

Antônio Carlos Arantes, deputado estadual;

Bonifácio Mourão, ex-deputado estadual e ex-prefeito de Governador Valadares;


DEPUTADO FEDERAL

Lael Varela, deputado federal e presidente de uma fundação que mantém um dos mais modernos hospitais de combate ao câncer de Minas Gerais;

Carlaile Pedrosa, deputado estadual e ex-prefeito de Betim;

Eros Biondini, deputado estadual e representante da corrente Renovação Carismática da Igreja Católica;

Fabio Ramalho, o Fabinho Liderança, deputado federal;

Alexandre Silveira, deputado federal;

Rodrigo de Castro, deputado federal e secretário-geral do PSDB nacional;

Carlos Melles, deputado federal;

Dimas Fabiano
, deputado estadual;

Gilmar Machado, deputado federal;

Welinton Prado, deputado estadual;

Jaiminho Martins, deputado federal;

Marcos Pestana, deputado estadual e ex-secretário da Saúde no Governo Aécio;

Nárcio Rodrigues, deputado federal e presidente do PSDB em Minas;

Newton Cardoso, ex-governador de Minas;

Odair Cunha, deputado federal;

Toninho Pinheiro, ex-prefeito de Ibirité, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte;

Humberto Souto, deputado federal;

Leonardo Quintão, deputado federal, que teve mais de 500 mil votos quando concorreu á Prefeitura de Belo Horizonte, em 2008.

Domingos Sávio, deputado estadual, ex-prefeito de Divinópolis e líder do Governo na Assembleia;

Eduardo Azeredo, Senador da República, ex-prefeito de Belo Horizonte e ex-governador de Minas;

Walter Tosta, ex-vereador por 3 mandatos em Belo Horizonte, deputado estadual e representante das pessoas com deficiência.


Muitos outros nomes são especulados, mas estes acima mencionados são considerados pule de 10” e aposta certa para exercerem a representação popular na Assembléia Legislativa e na Câmara dos Deputados a partir de fevereiro de 2011.

Recentes

Mais Vistos

© 2015 - PARACATU.NET - Todos Direitos Reservados. by #mndti